ECOPISTA do DÃO - EVENTO CANCELADO.

Papa Trilhos® - Fernão Ferro/Seixal

Os Papa Trilhos surgiram a partir de um grupo de amigos que têm em comum o gosto pelo BTT e cujo o lema é "Pedalar com a Natureza".

Aos domingos de manhã alguns elementos da equipa e outros amigos juntam-se para ir pedalar. Por isso se também quiseres ir pedalar, aparece no Parque das Lagoas de Fernão Ferro/Seixal (largo das festas populares - GPS 38,557800º -9,091630º), aos domingos, 08.00h (horário de verão). Vê a mensagem de
"Ponto de Encontro" publicada todas as semanas onde são agendadas as voltinhas e passeios dessa semana. Uso obrigatório de capacete.
Contactos: papatrilhosbtt@papatrilhos.com

Nota: os participantes em voltinhas ou eventos Papa Trilhos aceitam a cedência dos direitos de imagem nas fotos tiradas para publicação no site.

Calendário Papa Trilhos

Iniciativas Papa Trilhos

- eventos e passeios - consultar calendário.
- renovação do seguro da FPCUB 2017 - consulta.
- Ecopista do Dão, 16 e 17 Setembro - informações. CANCELADO


terça-feira, 28 de outubro de 2008

2008-10-25 - Serra da Estrela-Torre - 28 km

Eram 05H30 quando iniciamos a viagem até ao local a que nos tínhamos proposto efectuar mais uma aventura, subirmos de Manteigas até à Torre em plana Serra da Estrela.


À medida que nos aproximava-mos da Serra, começamos a dizer que não andávamos bem da cabeça, pois o que víamos era bem grande, muito grande, de meter muito respeito e, também de muita beleza, mas só pensávamos na dureza que iria ser.

Chegados à Covilhã fomos em direcção a Manteigas, local para iniciarmos a subida e, nesta altura começamos a constatar as inclinações possíveis que iríamos encontrar e novamente veio à ideia a "insanidade" dos participantes e, como a coisa não iria ser fácil e, que iríamos levar um grande empeno.

Chegados ao local de partida, decidiu-se encurtar um pouco a subida para o "empeno" ser menor, tratamos de preparar as bikes e, de seguida equiparmos com roupa adequada, pois aqui a temperatura estava muito fresquinha e pouco convidativa a pouca roupa.

Tudo preparado, chegava a hora para iniciarmos a subida a que nos propusemos, tirámos a foto dos 4 "escaladores" e lá fomos nós por ali acima.
Começamos a subida à cota 866 e tínhamos que subir até à cota 1990.
Toda a subida pode-se dividir em 4 fases.

A primeira até ao Covão da Ametade, à cota 1444, onde nasce o Rio Zêzere, em que vamos sempre subindo com a companhia do Vale do Zêzere lá em baixo e o leito do rio. Vista sobre o Vale do Zêzere
Fernando a subir após o Covão da Ametade

Aqui ainda fomos fazendo a subida à sombra, tornando-a muito "fresca", nesta fase ainda fomos tendo o Rickybike em linha vista.
A segunda do Covão da Ametade até ao Centro de Limpeza da Serra, com vista para a Nave de Stº António, em que subimos dos 1444 m para os 1600 m.A partir desta fase nem mais vimos o Rickybike, subir ou descer, é a mesma coisa.

A terceira desde o Centro de Limpeza da Serra até ao Túnel, pois é como se funciona-se como uma fronteira, passando dos 1600 m para os 1725 m de altitude, subida esta sempre com vista para a Nave de Stº António.


Mimosa San bem disposto a passar junto à Nave de Stº António


Esta foi a fase em que o Fernando, o Mimosa San e o Rui San iam estando sempre em linha de vista e em diferentes cotas de altitude, em virtude do serpenteado do percurso, fase esta também onde encontrámos inclinações com 10%.
A subida para o Túnel
Até o Rui San teve direito a apoio escrito nas rocha

A última fase, desde o Túnel até à Torre, esta também é a fase que é necessário maior concentração na respiração para podermos controlar ainda mais a respiração, pois passamos dos 1725 m para os 1990 m.
O Túnel

Passada esta "fronteira" e o dobrar de mais uma curva começamos a avistar o topo, local ambicionado para a chegada, começamos a dizer "é já ali, já falta pouco" e, temos um aumento do entusiasmo como que de uma energia extra, mas puro engano, ainda há umas quantas curvas a efectuar e claro está a subir.

Aqui temos uma vista fabulosa sobre a Barragem do Covão de Ferro.

Foi nesta fase que voltamos a ver o Rickybike, já ele vinha à procura dos restantes companheiros de subida, já ele tinha subido e já estava a descer e continuou a descer até Manteigas e os restantes prosseguiram até à Torre.
Também foi aqui que o Fernando, com a passagem junto à Santinha, que ligou o "motor" da sua bike.


A chegada à Torre foi motivo de grande satisfação para todos e claro que não poderia faltar o registo fotográfico.



Aqui decidimos prosseguir até Seia, onde seria novo ponto de encontro com o Rickybike que tinha ido buscar o carro, mas chegados à Lagoa Comprida decidimos ficar por ali mesmo e dar por terminada a nossa aventura, pois estávamos a encontrar um vento contra muito frio e não valeria a pena continuar.
Foi aqui neste troço que o Mimosa San atingiu os 80 km/h.


Também podemos dizer que o percurso se pode dividir em 2, tal como o Fernando disse "o percurso só tem 2 dificuldades, que é até ao Túnel e depois do Túnel".


Foi uma aventura espectacular, a repetir, agora com outro ponto de partida, seja ela com rodas de estrada ou mesmo de btt, pois a Serra oferece-nos variadas opções para serem percorridas.


Do meu ponto de vista e tendo tido esta experiência não achei que fosse tão difícil quanto imaginava que fosse em termos físicos, agora em termos respiratórios sente-se a diferença da altitude e à qual não estamos habituados, mas que conseguimos adaptar a isso.
Todo o percurso foi efectuado com uma elevada beleza paisagística, onde nós nos sentimos pequenos com tamanha beleza e nos sentimos enormes quando chegamos ao topo.


Participantes: (4) Rickybike San, Mimosa San (também ficou conhecido pelo açoriano da Serra), Rui San e o Fernando


Acumulado de subida - 1396m

ponto mais alto - 1996m

ponto mais baixo - 768 m




View Larger Map

5 comentários:

  1. Boas,

    Grande inveja de não vos ter acompanhado, imagens espectaculares penso que foi um dia memoràvel para vocês.

    Um Abraço
    Carlos Prazeres san

    ResponderEliminar
  2. Parabéns pelo vosso empenho e determinação.

    ResponderEliminar
  3. Olá,
    Depois de ter conversado com os Papa Trilhos que se aventuraram neste desafio, fiquei com curiosidade em ver a reportagem. As fotos estão espectaculares! A grandiosidade da beleza da paisagem só será comparável à satisfação ao que cada um deverá ter sentido quando chegou lá cima.
    Os meus parabéns a todos.
    PS: @Rui San: como já deves ter reparado, as tuas reportagens estão à altura da qualidade no nosso blog, pelo que estás oficialmente promovido a contribuidor do blog! :)

    ResponderEliminar
  4. Boas!

    Parabéns pela aventura!

    Hasta
    Luis

    ResponderEliminar
  5. Foram 28Km´s de grande intensidade.
    Parabéns.
    Numa próxima volta a Serra da Estrela a ver se vos acompanho.
    Um abraço

    ResponderEliminar