. BY NIGHT 2019 - 27 JULHO - inscrições abertas a 04 de Julho para Papa Trilhos e 10 de Julho para o público. . PEREGRINAÇÃO A FÁTIMA - 21 e 22 de Setembro - Inscrições encerradas.

Papa Trilhos® - Fernão Ferro/Seixal

Os Papa Trilhos surgiram a partir de um grupo de amigos que têm em comum o gosto pelo BTT e cujo o lema é "Pedalar com a Natureza".

Aos domingos de manhã alguns elementos da equipa e outros amigos juntam-se para ir pedalar. Por isso se também quiseres ir pedalar, aparece no Parque das Lagoas de Fernão Ferro/Seixal (largo das festas populares - GPS 38,557800º -9,091630º), aos domingos, 08.00h (horário de verão). Vê a mensagem de
"Ponto de Encontro" publicada todas as semanas onde são agendadas as voltinhas e passeios dessa semana. Uso obrigatório de capacete.
Contactos: papatrilhosbtt@papatrilhos.com

Nota: os participantes em voltinhas ou eventos Papa Trilhos aceitam a cedência dos direitos de imagem nas fotos tiradas para publicação no site.

by night 2019

Inscrições:
- 04 de Julho: exclusivo para Papa Trilhos
- 10 de Julho: público
Mais informações - clicar na imagem.


Calendário Papa Trilhos

Iniciativas Papa Trilhos

- eventos e passeios - consultar calendário.
- Seguro FPCUB 2019 - informações.
- Peregrinação a Fátima 2019 - informações - versão 2019-06-01



sexta-feira, 28 de junho de 2019

Travessia Sta Comba Dão/Chaves - Dia 3 - Vila Real/Chaves - 75Km/662mD+

Reportagem por Luís Painço

E foi o dia mais fácil de todos! E ainda bem porque as pernas já se arrastavam e as assaduras gritavam ao primeiro toque no selim!

Como era o último dia todos foram vestidos a rigor e após o pequeno almoço já os 29 pedalantes estavam prontos e finos para o último desafio deste belo passeio. Últimas verificações e lubrificação das bikes para que não houvessem surpresas de maior.

O dia avizinhava-se com um track de subida inicial de 20km e depois de algumas descidas… a informação dada é que íamos ter 73km com 1500m de acumulado positivo o que mandava o passeio em termos de sofrimento para próximo do dia 1.

Mas como quem corre por gosto não cansa… sorrisos na cara e lá fomos nós.


Percurso inicial desde o Hotel em Vila Real sempre a subir logo para aquecer até entrarmos na ecopista da linha do Corgo (Nome derivado de ser paralela ao Rio Corgo, um dos afluentes do Rio Douro, para o caso de ainda não ter sido mencionado).

Chegada a uma antiga estação e todos exclamaram “Olha aí é Samarda !!!”… afinal visão apurada do Amaro e era Samardã !!!

Tempo para alguns ajustes… e de novo a caminho…


Como o piso era alcatroado e bem lisinho a paragem fez-se para encher os cantis e beber um café em Baldios do Tourencinho unicamente.


Chegada a Vila Pouca de Aguiar e já quase na entrada de novo na ecopista, tempo ainda para que o Presidente fosse atingido por uma pedra que sozinha se mexeu e o derrubou. Feitos os curativos e levantado o auto da GNR local com a ajuda do Dias lá entrámos de novo no antigo caminho férreo e seguimos a rolar em alcatrão passando por Nuzedo, Sampaio, Bornes de Aguiar e chegada a Pedras Salgadas famosa pelas suas Termas.

Entrada em serra, com bastante vegetação em volta de novo e sem mais nem quê o piso alcatroado desapareceu e entrámos em piso de pedragulhos da antiga linha ferroviária. Mais uma tareia para os braços, nalgas e valentes bicicletas, mas apesar disso foi sempre a descer até a Vidago, com uma paisagem espectacular em volta. Reunião á volta da estátua do Bombeiro e indicações para a hora do almoço para restabelecer as forças perdidas durante a manhã.


Ciclistas espalhados pelos poucos cafés que existiam, tendo escolhido nós um local onde apesar do nome os medicamentos dos funcionários tinham sido trocados.

Após o almoço ainda tivemos a surpresa de se ter juntado a nós o primo da Isabel, o Alexandre, homem de Chaves e conhecedor da ecopista local.

Continuámos assim pelos terrenos da antiga linha, abraçando desta vez a margem direita do rio Tâmega, que apesar da densa vegetação permitia ver a sua beleza natural. Na Curalha lá passamos para a margem esquerda do Tâmega chegando ao fim da ecopista com uma paisagem de meter inveja aos sulistas.


Nesse local é possível admirar uma locomotiva e uma carruagem que em tempos serviram a linha do Corgo, que foi restaurado por um milionário português radicado nos USA e a colocou na sua propriedade.


Como não estávamos atrasados mais um furo para ser reparado e tempo ainda para o Jorge Bulhão (experiente em reparação de furos) dar á bomba com o Luís Saiote.


Entrada na EN103 de novo e mais 4km e estávamos a entrar em Chaves o nosso ponto de chegada e descanso. Ufa! A entrada em Chaves foi espectacular tendo nós passado por várias pontes por cima do Tâmega numa zona de jardins para lazer. Muito bonito mesmo!

Chegada ao Hotel S. Neutel e como as horas ainda eram decentes tempo para beber uma imperial e congratulações entre todos sobre este belo passeio que em conclusão correu de excelente forma !!!


Arrumação das bikes e em direcção aos quartos para banhos, arrumações e preparação para alguns que ainda foram provar uns excelentes aperitivos com um vinho da zona.


Volta ao Hotel para nos dirigirmos ao restaurante/café “O Paraíso” que por acaso era ali mesmo em frente, para (quase) todos saborearem uma costeleta enorme e vinho á mistura.


Todos os Papa Trilhos presentes foram: Amaro, António Júlio, António Sá, Arcangelo, Carlos Prazeres, Dias, Fátima, Filipe Campos, Isabel, João Vieira, Jorge Bulhão, Leandro, Luís Painço, Luís Saiote, Mário Rui, Marlene, Nelson, Ni, Pacheco, Paulo Félix, Pedro Félix, Paulo Morais, Pena, Quimbikes, Rui Inácio, Sandra, Victor Rebelo e os amigos: Evaristo e Nelson.

Agradeço a todos pela camaradagem, simpatia e boa disposição!!!

Agradeço mais uma vez a toda a Organização por todo o trabalho desenvolvido, pela excelente coordenação e pela escolha dos belos caminhos que percorremos!!!

Foi sem dúvida a melhor maneira de conhecer aquela zona deste maravilhoso Pais!!!

quinta-feira, 27 de junho de 2019

Travessia Sta Comba Dão/Chaves - Dia 2 - Castro Daire/Vila Real - 66Km/1197mD+

Reportagem por Jorge Bulhão

… Depois do dia anterior, da travessia Santa Comba Dão/Castro Daire ter sido bastante dura, onde efetuamos o maior número de kms e acumulado e já na companhia do nosso colega Amaro, pernoitamos e jantamos na residência Parque a altas horas.

No dia seguinte demos início ao nosso 2 dia de aventuras, o destino era agora Vila Real, tendo a companhia do amigo Amaro, mas a amiga Sandra e o filho ficaram a descansar.

Para variar, mal pegamos na nossa bike e já atestados com água, barrinhas e géis começamos a subir lá fomos, calçada do vilar, vilar Moura morta, passamos por aldeamentos desertos… quando íamos a rolar em terra batida tive um furo, um arame que se espetou na roda da frente…. Prontamente o amigo Nelson e Filipe auxiliaram, passamos pelo caminho branca de neve, rolamos até ao mesio, Seguidamente reconcos viaduto, casa nova e paramos no santuário da nossa senhora dos remédios em Lamego…


Onde tiramos a uma foto da praxe, abastecemos com água na fonte, apreciamos a paisagem envolvente daquela escadaria imponente e lá seguimos nós, Rua Fafel, fizemos a descida Lamego-Régua via cambres e atravessamos a ponte pedonal Lamego Régua, onde podemos apreciar as três pontes e a paisagem envolvente do rio Douro.


Almoçamos perto da estação dos comboios (umas bifanas que não eram grande coisa, mas os rissóis eram bons), depois de termos o papo cheio reagrupamos para seguir o nosso caminho, esperava nos em Peso da Régua uma ponte ferroviária aberta, que causou vertigens aos demais colegas Papa Trilhos, tendo alguns rezado e ficado em choque depois a terem passado pro outro lado.


Prosseguimos então depois da travessia pela linha do corgo, sempre admirando a paisagem do Douro vinhateiro, com as suas magníficas vinhas plantadas em degrade, em volta do esplendoroso rio Douro, o caminho que encontramos das antigas linhas férreas tinha bastante pedra solta, tornando se perigoso rolar se não se tomasse precaução, entretanto fomos pedalando e parte do grupo ficou para trás, bateram a porta duma senhora de idade a pedir por água fresca, mas quando menos esperavam foram brindados Com vinho do Douro, que a senhora gentilmente ofereceu e até coca cola…


Reagrupamos e seguimos até Vila Real onde nos aguardava o nosso Hotel Miraneve!! Foi um dia muito bem passado!!!

quarta-feira, 26 de junho de 2019

Travessia Sta Comba Dão/Chaves - Dia 1 - Sta Comba Dão/Castro Daire - 95Km/1978mD+

Reportagem por Filipe Campos

Dia 20 Junho, pouco passava das 3h da manhã, começava o pessoal a reunir-se no Parque das Lagoas, para mais uma Travessia, desta vez de Sta Comba Dão a Chaves!

Grupo extenso, mas com alguns novatos ou mesmo maçaricos no grupo, estes um poucos mais apreensivos, pois não faziam ideia do que os esperava, quer durante o dia, quer à noite, pois havia quem já fizesse planos para a dormida à meses!

A viagem até Sta Comba Dão, correu de forma tranquila, enquanto uns aproveitaram para descansar mais umas horas, outros nem por isso, já estavam com a pilha na carga máxima.

Pouco faltava para as 8h da manhã, e lá estávamos nós para dar inicio à aventura, foi montar as bikes e rolar. Foram cerca de 50 km´s na ecopista até Viseu, paisagens espetaculares, algumas paragens para fotos, sempre em grande convívio.

Perto da hora de almoço, aproxima-se Viseu, tudo fresquinho, quer pela temperatura quer pelo percurso, foi só mesmo rolar e apreciar as vistas.

Almoço terminado, e começava o murmurinho, o pior está para vir", e não é que estava mesmo, foram talvez os 43 km´s mais duros da grande parte dos pedalantes.

Durante a tarde, as paisagens já não foram tão apelativas, com a excepção da praia fluvial de Castro Daire, embora com alguma adrenalina à mistura, pois carregar bikes a braços, saltar pedras húmidas, e ainda por cima com sapatos de BTT, foi dose! ...mas a coisa não se deu, no entanto houve quem optasse por saltar as pedras descalço, ou então mesmo com os pés na água.

Mais umas fotos, umas gargalhadas e bora, sempre a subir, até Castro Daire, mas pior, era mesmo em Vila Pouca que terminava o 1.º dia, foram só mais uns km´s a subir.

O dia correu sem sobressaltos de maior, no entanto alguns terminaram já em grande sofrimento ("Balbina", um valente!), mas nada melhor que um banho, e um optimo jantar, não ajudasse a repôr as energias, para o dia seguinte.

1.º dia terminado, prova superada!

Ponto de Encontro - Semana 26

Para esta semana, a proposta do Ponto de encontro é a seguinte:
- domingo, dia 23: Voltinha domingueira Papa Trilhos. Ponto de encontro às 08.00h no Parque das Lagoas, ou às 08.20h na GALP da Qta do Conde.

Caso haja interesse em marcar alguma voltinha, deixem aqui a mensagem para conhecimento do restante pessoal.

Lembretes desta semana:
- N/A

terça-feira, 25 de junho de 2019

domingo, 23 de junho de 2019

Aniversário de Joaquim Pena San - 2019-06-23

Hoje temos um Papa Trilho aniversariante. Parabéns ao Joaquim Pena San.

terça-feira, 18 de junho de 2019

Comenda e Cobra - 2019-06-16 - 62Km

Reportagem por Kimbikes

Saímos de Fernão Ferro E fomos até à Quinta do Conde, e como já é da praxe foi escolhido alguém para fazer a reportagem neste ultimo passeio antes da nossa travessia anual.

Por estradas e estradões fomos até ao alto das necessidades, e com paragem na igreja do Alcube para reagruparmos.


Estradão das oliveiras até à cascata do Alcube, cruzar a N.10 e Comenda com eles, onde alguém teve uma pequena avaria.
Já no parque da Comenda mais uns minutos de paragem para meter agua e foto de grupo.

Mais umas subidinhas com direito a mais alguns minutos de espera para fazer o reagrupamento, fomos até Setúbal para mais um teste (para quem precisa) subir a estrada da Cobra até Palmela.


Mais uns minuto de espera e o pessoal começou a sair para as respetivas casas pois já se fazia tarde.


Mais um domingo cheio de pedaladas com um grupo grande e quase a totalidade dos pedalantes para a travessia a testar as perninhas para fazer face aos 4700+ de acumulado.

Ponto de Encontro - Semana 25

Para esta semana, a proposta do Ponto de encontro é a seguinte:
- 5ª feira, dia 20, feriado: Voltinha extra de feriado. Ponto de encontro às 08.00h no Parque das Lagoas, ou às 08.20h na GALP da Qta do Conde.
- 5ª feira, dia 20, feriado: Travessia Papa Trilhos Sta Comba Dão/Chaves. Mais informações, ver mail. Exclusivo para os inscritos.
- domingo, dia 23: Voltinha domingueira Papa Trilhos. Ponto de encontro às 08.00h no Parque das Lagoas, ou às 08.20h na GALP da Qta do Conde.

Caso haja interesse em marcar alguma voltinha, deixem aqui a mensagem para conhecimento do restante pessoal.

Lembretes desta semana:
- N/A

segunda-feira, 17 de junho de 2019

Voltinha extra em Dia de Portugal! - 2019-06-10 - 56Km/512mD+

Reportagem por Fátima

Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, celebra a data de 10 de Junho de 1580, data da morte de Camões, sendo também este dedicado ao Anjo Custódio de Portugal, é também o dia da Língua Portuguesa, dos Cidadãos e das Forças Armadas.
Foi a partir do Estado Novo, instituído em Portugal em 1933 sob a direção de António de Oliveira Salazar que este dia começou a ser particularmente exaltado e a ser festejado a nível nacional, até à Revolução dos Cravos de 25 de abril de 1974, era celebrado como o dia da Raça: a raça portuguesa ou dos portugueses.
Dia de comemorações em todo o País e nas comunidades Portuguesas espalhadas pelo Mundo, é também dia de volta extra para os Papa Trilhos.
Efectuada a Parada nos dois pontos de encontro é hora de começar a nossa comemoração, que se resume numa voltinha que se prevê, como sempre muito animada.
Uma volta com o intuito de rolar e descomprimir músculos, para quem no dia anterior fez a volta do Sado e também, para os que no mesmo dia participaram na Maratona de Tábua.
Aproveitando parte da nova ciclovia marchámos/pedalámos até à ponte de madeira no parque da Quinta do Conde que atravessámos para seguir a monte e por alguns estradões até ao Pinhal Novo.

A decorrerem as festas da Vila deparámo-nos com uma “concentração de pasteleiras”, giríssima, com muitos dos pedalantes vestidos a rigor, não conseguimos seguir sem parar uns minutos a admirar aquelas relíquias.

Paragem obrigatória para o cafezinho na Mafraria, e siga para Palmela, onde aproveitámos o Miradouro para tirar a foto de grupo.

Enchemos os bidons com água fresquinha nos bebedouros do Jardim e, quando muitos pensavam que iríamos começar o regresso a casa, eis que o António Sá, que foi o guia escalado para presidir à nossa comemoração/volta extra, começa a marchar direitinho aos Moinhos acompanhado por todo o pelotão Papa Trilhos.

No cruzamento para o cai de costas virámos à direita e seguimos o trilho que nos levou até Cabanas, daqui até á Quinta do conde e Fernão Ferro foi só marchar/pedalar.
Resumo da Comemoração: uma manhã, divertida, animada como sempre, onde reinou a boa disposição e o espirito do grupo.

VIVA PORTUGAL!
VIVAM OS PAPA TRILHOS!
VIVAAAAAA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Participaram nesta comemoração os Papa Trilhos Fátima, Marlene, Paulo Alex, Ni, Rui Inácio, António Sá, Luis Painço Filipe e mais três amigos que se juntaram ao Grupo.

domingo, 16 de junho de 2019

O Paraíso do BTT - Maratona de Tábua - 2019-06-09 - 64Km/1431mD+

Reportagem por Paulo Alex

A maratona já havia começado em Janeiro com a abertura de inscrições. E no curto espaço que ainda houve vagas, tivemos 6 inscrições Papa Trilhos - Paulo Alex, Pena, Ni, João Vieira, Borda D'Agua e o estreante Nelson. Como bons atletas que pretendemos ser, iniciámos o estágio no dia anterior. Saímos de Fernão Ferro em direcção a Sta Comba Dão onde iríamos dormir, com paragem para abastecimento para manter a tradição, em Coimbra, no Rui dos Leitões.

Abastecidos e devidamente hidratados, fomos fazer o check-in no hotel e depois até Tábua para levantar os nossos dorsais.

O dia estava de sol, mas não com muito calor. Seria assim também a previsão para o dia da maratona. Ainda no programa do estágio, fomos até ao trilho dos gaios para reconhecer percurso. Este costuma ser o trilho mais famoso da maratona, mas que este ano só estaria disponível para quem fizesse o percurso maior e, era esse que nós estávamos inscritos.

Reconhecimento efectuado, fomos novamente hidratar até Sta Comba Dão para depois irmos à procura do jantar.

E com isto, estávamos já quase em dia de maratona. Amanhecemos cedo e como pretendíamos sair na 1ª box de partida, pois íamos fazer o percurso maior e tínhamos de passar o local de separação até às 12.15h aos 39Km, pois caso contrário, teríamos de ir para o percurso de 42Km.

Ainda conseguimos vaga na 1ª box e com a partida programada para as 09.00h, iniciamos mais uma edição da maratona de Tábua. O 1º trilho era o da Pedra da Sé aos 8Km, com uma vista magnifica sobre o Mondego. Perdemos aí um pouco de mais tempo devido ao trânsito de bicicletas e também as fotos.

A um bom ritmo, fomos acumulado Kms e precisamente às 12,15h lá estávamos nós a passar o ponto de separação, com a decisão de irmos fazer os 64Km. A partir daqui poderíamos ir a um ritmo mais moderado e desfrutar dos vários single tracks desta maratona. Só para informação, cerca de 80% do percurso são single tracks, alguns com uma maior exigência técnica e física.

Um bom exemplo dos excelentes trilhos, além do trilho dos gaios e o da Pedra da Sé, foram o trilho do Vale Esmeralda, trilho do Vale Perdido, entre outros.

Cerca de 6h depois de sairmos de Tábua, estávamos de regresso, com os 64Km efectuados e certos que esta foi mais uma belíssima edição. Os banhos foram no pavilhão onde também serviram o almoço.

Depois de almoço, iniciámos o regresso com o pensamento de que provavelmente este é o melhor evento de BTT em Portugal.


quinta-feira, 13 de junho de 2019

Voltinha pela Fonte da Tenha - 2019-06-09 - 30Km

Reportagem por Sandra Francisco


Com mais um fim de semana para treinar porem com alguns membros em falta pois tinham ido fazer a prova de Tabua, aproveitamos para fazer uma voltinha mais pequena com o Gonçalo.


Dito isto decidimos ir em direção a Fonte da Telha, passando ao pé do Colégio Guadalupe, de seguida fizemos o estradão da Fonte da Telha ate chegarmos a Reserva Natural da Apostiça por fim subimos a velha estrada de Sesimbra de modo a terminar a voltinha no Parque das Lagoas.


Participantes: Sandra, Leandro e Gonçalo Francisco.

quarta-feira, 12 de junho de 2019

Mini Volta do Sado - 2019-06-09 - 78Km/640mD+

Reportagem por Manuel Pereira

Neste dia, ficou decido que a reportagem seria feita por mim, o novo membro do grupo, e claro que aceitei com todo o gosto. Como sempre, começámos a volta a caminho da Quinta do Conde para nos encontramos com os restantes participantes.


Logo aí ficou decidido que iríamos a Setúbal. Seguimos em direção à reta da Makro, íamos todos contentes e felizes num dia fresquinho que, ao fim de umas pedaladas, tornou-se mais quente. Mais tarde, dirigimo-nos para o Palmela Village e, entretanto, eu e o Carlos Prazeres separámo-nos do grupo, mas, felizmente, pouco depois, o Sr. Pacheco ligou a informar-nos da sua localização.


Depois de agruparmos novamente, fomos em direção ao porto de Setúbal, para depois chegarmos à baixa de Setúbal, na Praça do Bocage, onde tirámos a foto de grupo como é habitual.


O Carlos precisou de ir embora mais cedo e, para não ir sozinho, decidimos que eu iria com ele, numa velocidade “cruzeiro”.

Como sempre, uma manhã muito bem passada.

Foram 13 participantes.

domingo, 9 de junho de 2019

Ponto de Encontro - Semana 24

Para esta semana, a proposta do Ponto de encontro é a seguinte:
- 2ª feira, dia 10, feriado: Voltinha extra de feriado. Ponto de encontro às 08.00h no Parque das Lagoas, ou às 08.20h na GALP da Qta do Conde.
- sábado,  dia 15: Voltinha dos AdolescentesPonto de encontro no Parque das Lagoas às 15.00h.
- domingo, dia 16: Voltinha domingueira Papa Trilhos. Ponto de encontro às 08.00h no Parque das Lagoas, ou às 08.20h na GALP da Qta do Conde.

Caso haja interesse em marcar alguma voltinha, deixem aqui a mensagem para conhecimento do restante pessoal.

Lembretes desta semana:
- N/A

sexta-feira, 7 de junho de 2019

Volta de bike no dia da criança até ao Barreiro - 2019-06-01 - 50Km/430mD+

Reportagem por Carla Baião

No dia da criança sábado os Papa Trilhos decidiram dar uma voltinha , porque no Domingo tinham comprimissos para com as crianças no parque das Lagoas.
Reunidos alguns pedalantes no ponto um, saímos em direcção ao ponto 2.

Antes de começar a pedalar foi escolhido o guia Borda D’agua, e para fazer juz ao seu nome seguimos mesmo à borda de agua senão vejamos o percurso.
Rio Coina direcção à ponte saltitona seguindo na para a mata da Machada.
Lá no alto alguém disse que conhecia um novo trilho e lá fomos com muita areia solta chegamos a Palhais, Alto Seixalinho e toca descer para o rio Tejo (sempre à Borda de Água) a foto de grupo para memória futura junto ao moinho no Barreiro.
Mais algumas pedaladas e chegamos bola de manteiga.

Hora de regressara casa mais uns trilhos novos e entramos na mata da Machada pelo trilho que da vontade de fazer muitas vezes  Mais uma vez cruzamos a ponte saltitona e lá estávamos junto à borda de água.
Despedidas do pessoal da Quinta do Conde e o resto das crianças rumaram a Fernão Ferro .
Mais um dia bem pedalado com um calorzinho bem escaldante.

N. de participantes : Marlene Francisco, Carlão Baião, Bela, Paulo Alex, João Branco, Filipe, Borda D’agua, Mário , Dias, Saiote, Bulhão, Kimbikes, António Sá.

Video-reportagem Passeio Dia da Juventude - 2019-06-02

Video-reportagem por Leandro Francisco


quinta-feira, 6 de junho de 2019

Passeio de BTT do dia da Juventude - 2019-06-02 - 20Km/134mD+

Reportagem por Paulo Alex

Para um fim de semana em cheio, o Parque das Lagoas foi premiado com uma série de eventos no sábado e domingo. No sábado foram desenvolvidas várias actividades na comemoração do Dia Mundial da Criança e no domingo, continuou-se, com mais uma edição do Dia da Juventude. Os Papa Trilhos, à semelhança do ano passado, ficaram com a organização de um passeio de BTT, mais light, mais vocacionado para os mais novos.

E assim foi... um pouco antes das 09.00h lá começaram a aparecer os participantes inscritos, que se previa serem pouco mas que 20, mas, para surpresa nossa, além no nosso passeio, o Parque das Lagoas também seria local de inicio do passeio de cicloturismo do Agita Seixal.

O nosso passeio, à hora marcada estava pronto para o seu inicio, com o acompanhamento especial de 2 agentes da GNR de bicicleta - esta também foi uma novidade e que os Papa Trilhos enaltecem este tipo de acompanhamento. Os nossos agradecimentos à GNR e em especial aos agentes que nos acompanharam.

O destino após a saída do Parque das Lagoas, seria a Apostiça. Até lá fomos serpenteando umas quantas ruas. A entrada na Apostiça foi junto à cancela da Valenciana, e depois lá dentro, fizemos alguns kms pelos trilhos e alguma areia à mistura. Na cancela do lado de Belverde, tivemos um abastecimento de água e depois regressámos até ao Parque das Lagoas.

Foi um passeio descontraído, onde a única dificuldade eram alguns troços com areia, mas que os participantes ultrapassaram com distinção. Fizemos cerca de 20Km.