GALA PAPA TRILHOS 2017 - 10º ANIVERSÁRIO - 01 de Dezembro. .

Papa Trilhos® - Fernão Ferro/Seixal

Os Papa Trilhos surgiram a partir de um grupo de amigos que têm em comum o gosto pelo BTT e cujo o lema é "Pedalar com a Natureza".

Aos domingos de manhã alguns elementos da equipa e outros amigos juntam-se para ir pedalar. Por isso se também quiseres ir pedalar, aparece no Parque das Lagoas de Fernão Ferro/Seixal (largo das festas populares - GPS 38,557800º -9,091630º), aos domingos, 08.00h (horário de verão). Vê a mensagem de
"Ponto de Encontro" publicada todas as semanas onde são agendadas as voltinhas e passeios dessa semana. Uso obrigatório de capacete.
Contactos: papatrilhosbtt@papatrilhos.com

Nota: os participantes em voltinhas ou eventos Papa Trilhos aceitam a cedência dos direitos de imagem nas fotos tiradas para publicação no site.

Calendário Papa Trilhos

Iniciativas Papa Trilhos

- eventos e passeios - consultar calendário.
- renovação do seguro da FPCUB 2017 - consulta.
- Ecopista do Dão, 16 e 17 Setembro - informações. CANCELADO


quarta-feira, 29 de julho de 2009

Passeio à Qta da Machada e Arrábida - 2009-07-26 - 52Km

O Parque das Lagoas ainda apresentava vestigios festas, mas estava abandonado de pessoas. Apenas se avistava o segurança que guardava os LCD's do stand da Câmara do Seixal. Nós, os Papa Trilhos e alguns amigos, fomos chegando ao largo. Reunidos e prontos para pedalar, iniciámos a marcha para a Qta do Conde. Pelo caminho ainda telefonou o Jorge Gois que se havia atrasado ("não está aqui ninguém... não há voltinha?"). Foi ter connosco à Qta do Conde.

Saímos da Qta do Conde e direccionámos-nos para uns trilhos em direcção à Qta da Machada. Passámos uma pequena ponte onde já tinha falta de algumas tábuas. Uns a pé, outros de bike, todos pousaram para a foto.

Seguimos por uns trilhos junto à linha do comboio até à entrada do túnel da Penalva. Depois vieram umas subiditas e logo a seguir os trilhos junto à vedação da base militar. Chegados à Qta da Machada, a areia tomou conta de nós. Troços após troços tivemos de andar também um pouco a pé - faz parte! - comentavam alguns.

Com a Qta da Machada já para trás, seguimos paralelos ao IC21 para depois irmos em direcção a Cabanas.

Nas Cabanas, após um curto desencontro entrámos na Arrábida. Era a subir e depois... continuámos a subir. Algumas pedras apresentavam uma dificuldade acrescida e o resultado está à vista. Uns a pé e outros de bike. (na foto só foram apanhados os que iam a pé!)

Foi o inicio de um trilho bastante agradável. Não era um single track, mas também não era possível irem 2 lado a lado à larga. Este trilho levou-nos ao trilhos que vem dos moinhos de Palmela. As paisagens eram a condizer.

Etapa seguinte - o Cai de Costas. Todos começámos e todos chegámos lá cima. Ninguém ficou cá em baixo (o que não quer dizer que todos tenham feito o Cai de Costas de bike). O Marco San, cujos treinos secretos ou outros adereços que desconhecemos (além do Nestum), pedalada após pedalada deixou muitos a pé para trás - belíssimo! Foi aberto um inquérito para averiguar a legalidade de tal performance. Aceitam-se desde já alguns palpites! Mais à frente parámos junto a uma casa onde pedimos à senhora que lá habitava para nos abastecer de água.

Depois das Necessidades, rumámos para o trilho do moinhos dos Cucos, que já está novamente aberto aos BTTistas (já estávamos com saudades deste trilho). No final do trilho parámos para energizar o corpo e mente e protagonizámos a foto de família.

Avançámos até à subida dos Picheleiros mas em vez de descermos para o Parque de Campismo, fomos por uns trilhos que nos levaram até Azeitão. Pelo caminho, o Mário San que havia ingerido umas coisas de laranja, não precisou de ir ao mato, mas a bike acusou o toque, neste caso, através de um furo.

O passeio continuou com o regresso a Fernão Ferro. Antes, mais um obstáculo superado com a passagem de uma ribeira por cima de uma árvore - isto de todo o terreno não é brincadeira.

O Paulo Felix que anda em treinos para poder reparar um furo quando a Dora tiver um furo, resolveu testar os conhecimentos adquiridos na sua bike. Pois é... foi mais um furo, mas foi o Rikybike San que assumiu o controlo. O Felix nem largava a bike para a suspensão não tocar no chão!

Seguimos para a Qta do Peru e com o Jorge Gois a desejar chegar ao destino, concluímos a nossa voltinha após 52Km.

Foi um passeio com alguns trilhos novos e muito calor. Os obstáculos testaram a nossa polivalência (palavra da moda no mundo laboral), que passámos com distinção.


Participantes (12): Paulo Alex San, Nelson San, Ni San, Carlos Prazeres San, Rikybike San, Mário San, Carlos Duarte, Zé Luis, Jorge Gois, To Ze San, Paulo Felix, Marco San.

1 comentário:

  1. Cumprimentos ao pessoal da pedalada,este fim de semana pra mim foi mais pra nadar .
    Até breve.

    ResponderEliminar