Os Papa Trilhos desejam FESTAS FELIZES a todos os familiares e amigos. Um BOM ANO de 2018 com muitos kms a pedalar.

Papa Trilhos® - Fernão Ferro/Seixal

Os Papa Trilhos surgiram a partir de um grupo de amigos que têm em comum o gosto pelo BTT e cujo o lema é "Pedalar com a Natureza".

Aos domingos de manhã alguns elementos da equipa e outros amigos juntam-se para ir pedalar. Por isso se também quiseres ir pedalar, aparece no Parque das Lagoas de Fernão Ferro/Seixal (largo das festas populares - GPS 38,557800º -9,091630º), aos domingos, 08.30h (horário de inverno). Vê a mensagem de
"Ponto de Encontro" publicada todas as semanas onde são agendadas as voltinhas e passeios dessa semana. Uso obrigatório de capacete.
Contactos: papatrilhosbtt@papatrilhos.com

Nota: os participantes em voltinhas ou eventos Papa Trilhos aceitam a cedência dos direitos de imagem nas fotos tiradas para publicação no site.

Calendário Papa Trilhos

Iniciativas Papa Trilhos

- eventos e passeios - consultar calendário.
- Tróia/Sagres, 16 Dezembro - informações. Actualizado em 2017-11-27.
- Seguro FPCUB 2018 - informações.


quarta-feira, 1 de julho de 2009

HÓOOOOooo Maravilhosa e Abençoada Chuva - 2009-06-28 - 50Km

Reportagem de Mimosa San

Após uma semana de árduo trabalho eis que aparece o tão esperado fim-de-semana cujo mesmo normalmente é dedicado aos comes e bebes e aos passeios de bicicleta.

E pelos vistos desta vez os comes e bebes foram bastante proveitosos pois no SÁBADO o Deus Baco fez das suas ao ponto de no dia dedicado ao PEDAL “ninguém” aparecer para matar o VICIO.

Eis que por graça Divina a Salvação aparece “CHUVA” e estava apresentada a GRANDE DESCULPA para aquilo que normalmente se designa por RESSACA “ boca a saber a papeis musica, má disposição, dor de cabeça, enfim todas essas coisas que nos fazem passar por momentos menos bons mas que ninguém se lembra na altura do BOTA ABAIXO “não serve para todos pois há quem só beba sumo e agua”.

Pois PAPA-TRILHO que se preze não há chuva que lhe meta medo nem o faça parar.

Assim e depois de analisada por mim as faltas de comparência eis que me faço ao caminho “sozinho mas convicto de que tenho de pedalar” e nem mesmo estes chuvisco me farão desistir.

Já na Quinta do Conde e quando ainda não sabia por onde havia de ir vejo o nosso amigo Fernando Lapa também ele sozinho e toca a parar para os respeitosos cumprimentos e é nessa altura de amena cavaqueira que aparecem mais dois pedalantes o Jorge e o José Luis estes companheiros tinham estado no Parque em F.F. e meteram-se ao caminho depois de constatarem que ninguém mais aparecia pensando que já estariam na Quinta do Conde.

Depois de falados alguns supostos pormenores sobre a não comparência dos restantes e habituais elementos eis que nos fazemos ao caminho qual 4 CAVALEIROS DO APOCALIPSE qual que sem medos e avancemos sem destino definido.

Por alcatrão fomos pedalando até há capital dos PALMELÕES ritmo vivo pois o tempo ajudava a que se fizessem boas médias, lá chegados e aí com alguns chuviscos como companhia paramos para decidir para onde ir e imperou a vontade de todos “fazer a Cobra” e que pedaladas nunca fiz aquele percurso com tanta velocidade “A DESCER que estou farto de a SUBIR”.

SETÚBAL há vista e toca a andar direito á SERRA a ideia era fazer a subida ás antenas mas chegados ao Parque de Merendas na Comenda o nosso colega Jorge diz-nos que tem de chegar a casa cerca das 12h15 pois tem um almoço no C.D.S. e tendo em conta esse almoço e a hora a que estávamos entramos por alcatrão em direcção á estrada Nacional 10 perto do cruzamento da capela Sº Luis virámos para Azeitão pois a subida das Necessidades estava a nossa espera daí rumámos para casa passando por um estradão de terra que passa por Vendas de Azeitão e Brejos de Azeitão e chegamos ao cruzamento da B.P feitas as respectivas despedidas e com o dever cumprido terminou mais um passeio muito agradável onde afinal a CHUVA não passou somente de uma pressuposta desculpa para aqueles a quem o Deus Baco premiou com o seu precioso néctar pois durante todo o percurso pouco se sentiu e viu.

Ao todo fizemos cerca de 50km sem saber quanto de acumulado.

Quanto aos participantes os nomes já os mencionei.

P.S.
Esclarecimento “para quem não sabe C.D.S. quer dizer CASA DA SOGRA.

5 comentários:

  1. Meus parabéns aos 4, quais cavaleiros do apocalipse. Volta regada de boa disposição e vontade e pelos vistos de "velocidez" na cobra.
    Abraço

    ResponderEliminar
  2. Olá,
    eheheh... pois é... em dia de chuva o apetite para andar de bike foi diminuto (eu incluído). O Deus do Baco e o S. Pedro estão de costas viradas e resultou numas pingas bem recheadas durante a manhã de domingo!
    Brincadeiras à parte, à que enaltecer a coragem e vontade de pedalar deste 4 amigos.
    Saudações.

    ResponderEliminar
  3. Pois é amigo Mimosa sabes que a agua enferruga,e tens razão acho que a chuva veio mesmo a calhar,senão havia muitos a ir ao gregório,mas como o bicho estava a saltitar tive que ir na segunda-feira mais o Mario,pois fizemos a voltinha higiénica,mas no Seixal tinha chuvido bem pois molhamos a peidóla toda e mais á frente lá caiu uns pingos para referescar,tambem foram uns 50 kms sem paragens
    Um abraço ao pessoal

    ResponderEliminar
  4. Gostei de ler e ver,pois se o meu pé não tive-se com o gesso teria-vos feito companhia. Nunca esquecer de que a chuva faz abaixar o pó...
    Um abraço e muitas pedaladas
    Helena San

    ResponderEliminar
  5. Parabens Mimosa San pois nem a chuva te mete medo...

    ResponderEliminar