. . GALA PAPA TRILHOS 2018 - 08 DEZ - INSCRIÇÕES ABERTAS. TRAVESSIA 2019 - STA COMBA DÃO/CHAVES.

Papa Trilhos® - Fernão Ferro/Seixal

Os Papa Trilhos surgiram a partir de um grupo de amigos que têm em comum o gosto pelo BTT e cujo o lema é "Pedalar com a Natureza".

Aos domingos de manhã alguns elementos da equipa e outros amigos juntam-se para ir pedalar. Por isso se também quiseres ir pedalar, aparece no Parque das Lagoas de Fernão Ferro/Seixal (largo das festas populares - GPS 38,557800º -9,091630º), aos domingos, 08.30h (horário de inverno). Vê a mensagem de
"Ponto de Encontro" publicada todas as semanas onde são agendadas as voltinhas e passeios dessa semana. Uso obrigatório de capacete.
Contactos: papatrilhosbtt@papatrilhos.com

Nota: os participantes em voltinhas ou eventos Papa Trilhos aceitam a cedência dos direitos de imagem nas fotos tiradas para publicação no site.

Calendário Papa Trilhos

Iniciativas Papa Trilhos

- eventos e passeios - consultar calendário.
- Seguro FPCUB 2018 - informações.
- Sta Comba Dão/Chaves 2019 - informações
- Gala Papa Trilhos 2018 - informações.
- Equipamentos Papa Trilhos - consultar.



quarta-feira, 14 de setembro de 2011

2011-09-10 Sintra 80km

Reportagem de Rui San
Para este sábado estava marcada uma volta com destino ao Cabo da Roca, com o ponto de encontro junto à Estação Fluvial de Belém.Grupo reunido e composto por 16 elementos e, lá seguimos nós pela marginal em direcção ao Estoril. O tempo à medida que progredíamos ficava cada vez mais "cinzento" ameaçando chuva.
Ao longo da marginal o grupo pedalou num ritmo constante sem quebras entre os elementos e, ao chegarmos ao Estoril a inevitável chuva apareceu. Continuámos agora em direcção à Serra de Sintra e nem com a chuva a marcar a sua presença tirou a animação e a boa disposição.Ao chegarmos à estrada da Serra junto à Barragem do Rio da Mula, um pouco mais à frente da Lagoa Azul, tomou-se a decisão de efectuarmos um outro percurso, pois com a chuva e o nevoeiro a ficar cada vez mais denso não se conseguiria ver nada de paisagens na Peninha nem no Cabo da Roca e foi assim que passámos a ter um novo guia, o novo amigo Jaime. Novo destino, a Vila de Sintra para irmos à Piriquita comer um travesseiro.E assim começou uma nova "aventura", em que o Jaime passou a ser o "centro das atenções" das meninas, tanta foi a sua procura ao chamarem pelo seu nome variadíssimas vezes.Por entre um sobe e desde, mais sobe e por entre um misto de alcatrão e estradões (muito bonitos, se à chuva dava para ver que eram, como serão em dia de sol?) seguimos em direcção à Piriquita.Foi também nesta fase que se registaram os dois furos da Dora e as duas quedas da Helena, numa delas amparada por elementos da família dos Silvas.Chegados a Stª Eufémia, já estávamos perto do novo objectivo, mas ainda fomos percorrer uns trilhos no Castelo dos Mouros, diga-se de passagem muito giros e aí a bela da novidade, que seria só a descer e assim foi.Antes de pararmos no Palácio de Seteais para a foto de grupo fizemos um single sempre a descer muito bonito.Depois de estômago aconchegado era hora do nosso regresso, efectuado pela marginal até Belém.Foi uma volta com um destino inicial mas que acabou por ter outro improvisado, que em nada tirou de beleza e boa disposição bem pelo contrário além de ter sido bastante molhada.Parabéns a todos pela a animação e boa disposição que tiveram nesta volta, apesar da "pequena" molha a que tivemos direito, agradecendo também ao Jaime e à Carla por nos terem guiados mostrando um pouco da beleza dos caminhos da Serra de Sintra e ao Nelson e Sandra pela reforço alimentar no final desta volta.
Fica o convite para um novo regresso ate a Serra de Sintra para percorrermos aqueles estradões, mas com o ponto de encontro lá para podermos desfrutar mais.Percurso com uma extensão de 80km e um acumulado de 1.060m
Participantes: (16) Paulo Alex San, Marlene San, Nelson San, Sandra San, Cajo San, Helena San, Felix San, Dora San, Rikybike San, Rui San, Nuno Lopes San, Ni San, To Ze San, Jaime, Carla e um colega da Dora.

3 comentários:

  1. Olá,
    Às vezes o improviso tem destas coisas... a chuva prega-nos partidas, mas felizmente o estado de espirito consegue superar estas intempéries e reordenar um passeio que passou de bom a espectacular. O "Jaimão" também tem responsabilidades nisto, mas pronto... volta que estás perdoado! Não conhecia os trilhos de Sintra e ficámos com uma pequena amostra. A subida até ao Castelo dos Mouros foi excelente e depois com um travesseiro (sim... só comi um!), ficámos fans!
    Em conclusão, foi um dia muito bem passado por locais que já não visitava à muito tempo e que ainda não tinha efectuado em BTT. Velhos os tempos em que percorri algumas estradas de Sintra em cicloturismo.
    O objectivo do Cabo da Roca fica para a próxima, pois oportunidades não faltarão, haja vontade de pedalar (e disposição para subir!) :)
    Saudações.

    ResponderEliminar
  2. Multiplicámo-nos pelo caminho e eu não dei por nada?Começámos com 15 e acabámos com 16? Ou alguem não sabe contar?
    Beijinhos
    Dora

    ResponderEliminar
  3. Espero voltar para cumprir o objectivo do Cabo da Roca, embora tenha sido um dia muito bem passado com caminhos improvisados,algumas quedas espectaculares(há muito que não ria tanto)a passagem pelo castelo foi gira,descida para a vila ainda melhor com final nos belos travesseiros.
    Abraços e beijocas

    ResponderEliminar