GALA PAPA TRILHOS 2017 - 10º ANIVERSÁRIO - 01 de Dezembro. .

Papa Trilhos® - Fernão Ferro/Seixal

Os Papa Trilhos surgiram a partir de um grupo de amigos que têm em comum o gosto pelo BTT e cujo o lema é "Pedalar com a Natureza".

Aos domingos de manhã alguns elementos da equipa e outros amigos juntam-se para ir pedalar. Por isso se também quiseres ir pedalar, aparece no Parque das Lagoas de Fernão Ferro/Seixal (largo das festas populares - GPS 38,557800º -9,091630º), aos domingos, 08.30h (horário de inverno). Vê a mensagem de
"Ponto de Encontro" publicada todas as semanas onde são agendadas as voltinhas e passeios dessa semana. Uso obrigatório de capacete.
Contactos: papatrilhosbtt@papatrilhos.com

Nota: os participantes em voltinhas ou eventos Papa Trilhos aceitam a cedência dos direitos de imagem nas fotos tiradas para publicação no site.

Calendário Papa Trilhos

Iniciativas Papa Trilhos

- eventos e passeios - consultar calendário.
- Tróia/Sagres, 16 Dezembro - informações.
- Gala Papa Trilhos 2017, 01 Dezembro - inscrições.


terça-feira, 3 de fevereiro de 2009

Maratona Vencer o Cancro - 2009-02-01 - 34Km

O dia para os Papa Trilhos amanheceu bem cedo. Ainda era noite quando começámos a sair à rua. A chuva era intensa e avizinhava-se um dia difícil para pedalar.

Saímos do Parque das Lagoas e fomos encontrar com o resto do pessoal à BP da Qta do Conde. A caravana fez-se à estrada e lá fomos nós em direcção a Salvaterra de Magos para participar numa maratona de causa nobre - a luta contra o cancro.

Chegámos cerca das 08.40h e fomos ao secretariado levantar os dorsais. Ainda estava calmo, mas mesmo assim já se notava alguma desorganização. Para uns era necessário apresentar o comprovativo de pagamento, para outros nem por isso. O espaço era diminuto, embora estivéssemos num pavilhão e o ringue estar completamente vazio. As filas rapidamente começaram a crescer e o pessoal cá fora esperava à chuva.

No levantamento do dorsal, também nos era facultado um saco com lembranças. Uma t-shirt onde só estavam disponíveis 2 tamanhos (nota-se que na inscrição era-nos solicitado o tamanho da t-shirt). Um kit energético com data de validade de Fevereiro de 2009. Mas atenção, a validade estava marcada com uma etiqueta autocolante, que se fosse descolada era possível ver uma outra data já caducada - Maio de 2008!

Continuando... a partida estava agendada para as 10.00h. Fomos andando para o recinto da partida e passámos o controlo zero. O recinto estava com bastante lama e com muitas poças (não estranhámos, pois a tempestade nocturna foi enorme). Passaram 10 minutos... 15... 25... 30... 40... 45... e lá partimos com os pés gelados e cheios de frio! Disseram que o atraso foi devido aos que chegaram tarde e à rapidez do secretariado.

Começou logo a chover. Estávamos preparados para um percurso duro e com muita lama. A organização havia alterado partes do percurso que não estariam cicláveis. O percurso foi essencialmente rolante onde a única dificuldade era a lama e as poças de água. A areia também não deu saúde às nossas meninas. Fizemos um ou outro single track onde a lama era muita e o piso estava muito escorregadio. Aqui era necessário um controlo muito firme da bike. A maioria do pessoal fez a pé e aconteceram as 1ªs quedas. Foi o caso da Marlene San que escorregou e foi fazer um tratamento de lama.

A meio do percurso tivemos o abastecimento. Pelo menos era o que lhe chamavam, pois só haviam águas e gomas. O resto já havia desaparecido. Tivemos que nos contentar com o que havia, desejando haver algo mais.


Andamos poucos quilómetros e deparámos-nos com o efeito das chuvas e ventos fortes da noite anterior. Uma árvore de dimensões avultadas caiu. No problem... passámos por cima, mas uma senhora já estava a tratar do assunto. Grande mulher!

Mas os diluvios não ficam por aqui. Obstáculo seguinte, uma poça de água de dimensões olímpicas. A mim, a água chegou-me pelo joelho e os pés que já estavam frios, passaram para o nível seguinte - gelados! Faz parte do BTT.


Pelo caminho ainda aconteceram algumas quedas entre os Papa Trilhos - o Ivo que se estreou, o sr. Fonseca, a Nelly San, Rui San, Paulo Alhinho San o Mário San que deu um mortal com piroleta para a frente. Foi aberto um inquérito para determinar as causas da queda. Entrevistámos os intervenientes, Mário San e Nelly San, mas os comentários revelaram-se inconclusivos.

Chegámos já passava das 13.00h e a lavagem das bikes estava bastante concorrida. Duas mangueirinhas para servir aquela gente. Foram mais uns 30 min de espera.

Já estávamos com fome (recordo o banquete que foi o abastecimento) mas antes fomos ainda tomar banho. Os banhos eram do outro lado da vila, junto aos bombeiros. Como estávamos sujos, não era razoável irmos de carro. Por isso lá fomos a pé e à chuva cerca de 1Km. Os balneários eram bons e a água era bem quentinha. O único ponto positivo até agora.

O almoço foi servido no refeitório da escola. A fila não era grande, era ENORME. Mais 1h de espera e quando chegou a nossa vez já não havia sobremesa, nem sopa. Dizia quem nos servia que a organização havia comunicado que seriam somente 400 refeições!!! Eramos mais de o dobro. E as inscrições não esgotaram! Imaginem se esgotassem. A comida estava boa e a fome tratou do resto.

Com tanto ponto negativo, tentámos falar com a organização. Não conseguimos mas fomos informados que todas as reclamações deveriam ser efectuadas por mail (boa!). A caminho dos carros lá encontrámos um tal de Rafael da organização cuja humildade deixou muito a desejar. Quando confrontado com os factos, revelou um comportamento agressivo. Valeu-lhe o bom senso que ainda restava aos Papa Trilhos.

Tivemos ainda um estreia - o nosso amigo CaJo San estreou a sua nova bike de suspensão total, uma GIANT. Parece que ficou aprovada.

Apesar da causa que moveu o evento, não nos foi possível vermos qualquer pessoal da entidade a quem seria doada a quantia. O mínimo exigível seria um agradecimento publico da União contra o Cancro... mas nem isso!

Conclusão: um evento a não repetir... e atenção, caros, não tentem fazer isto em casa! Valeu pelas pedaladas e pelo convívio.

Agradecimentos: aos escuteiros que estavam em voluntariado ao evento, e aos que trabalhavam na cozinha do refeitório, que apesar das reclamações ainda conseguiam ser simpáticos.

Foram 34Km com 217m de acumulado de subidas.

Participantes: Rui San, Nelly San, Paulo Alhinho San, Martinho, Paulo Alex San, Pedro Cunha, Marco San, Marlene San, Mimosa San, Gina San, Ni San, Ze San, Mario San, CaJo San, Helena San, Nelson San, Ivo e às famílias dos Papa Trilhos que nos acompanharam neste Papa Trilhos on tour.


Ver mapa maior

6 comentários:

  1. São eventos destes, que fazem com que eu pense duas vezes antes de me inscrever em alguma coisa. Sinceramente... nem me quero alongar pois não estive presente.

    Abraços

    ResponderEliminar
  2. mau demais para ser verdade dificilmente me vão apanhar em Salvaterra ele há gente capaz de tudo por dinheiro até utilizando uma causa tão nobre como a luta contra o CANCRO
    Caros bandalhos da organização da prova de Salvaterra tenham vergonha e deixem de andar nestas andanças pois pessoas como voces não fazem falta ao mundo lindo das BIKES
    MIMOSA SAN

    ResponderEliminar
  3. Só posso dizer que esperava um pouco mais; mas o facto de a "Familia Papa Trilhos" estar sempre em alta valeu por tudo, até as nódoas negras(sou ou não sou um maçarico à séria?! Hehehe)

    ResponderEliminar
  4. Pauloalex foste mesmo muito "soft" na tua descrição da maratona. A organização teve procederes para as quais nao existem adjectivos e por isso tambem nao vou descrever o que correu mal. Apenas o que correu bem:
    1º- 3 rolos de papel higiénico novinho em folha (não tinham sido abertos ao contrário das bananas e barras) e do melhor! "3 folhas" que se encontravam no WC que supostamente era das senhoras.
    2º- a minha queda com o Mário, que é um verdadeiro profissional das quedas valeu pelo espectáculo. Mas Mário prá proxima liga o pisca tá.
    3º- apesar da estreia do meu pai no BTT ter sido esta experiencia vergonhasa , vamos continuar a ter a companhia dele nos proximos passeior porque claro: Valeu pelo companheirismo né mas isso já não é necessário dizer.
    Resumindo: é para nao relembrar!!!
    Jinhos
    Nelly

    ResponderEliminar
  5. Criei grandes espectativas neste passei, Foi o meu 2º passeio e esforceime pois a causa tudo merecia. Agradeço ao meu marido Cajó que me ajudou e me arranjou o furo ,sozinha não ia conseguir(chovia muito) e assim pode concluir o passeio. Contudo valeu pelo convivio da familia Papatrilhos (grande). Só me falta dizer que no meu carro ficaram as empadinhas de galinha....
    Helena Sam

    ResponderEliminar
  6. Em relação a esta Maratona tá tudo dito, ou melhor nada foi feito, por isso não me apanham mais lá.
    Mas apesar de tudo quero dar os parabéns às nossas meninas que fizeram o percurso apesar da adversidade em que o percurso se encontrava bem como das condições atmosféricas.
    Foi mais um dia em que a família Papa Trilhos se reuniu em torno de um evento e que continua a demonstrar muita saúde e boa disposição.
    Bem hajam a todos.
    Abraços e beijinhos

    ResponderEliminar