ECOPISTA do DÃO - EVENTO CANCELADO.

Papa Trilhos® - Fernão Ferro/Seixal

Os Papa Trilhos surgiram a partir de um grupo de amigos que têm em comum o gosto pelo BTT e cujo o lema é "Pedalar com a Natureza".

Aos domingos de manhã alguns elementos da equipa e outros amigos juntam-se para ir pedalar. Por isso se também quiseres ir pedalar, aparece no Parque das Lagoas de Fernão Ferro/Seixal (largo das festas populares - GPS 38,557800º -9,091630º), aos domingos, 08.00h (horário de verão). Vê a mensagem de
"Ponto de Encontro" publicada todas as semanas onde são agendadas as voltinhas e passeios dessa semana. Uso obrigatório de capacete.
Contactos: papatrilhosbtt@papatrilhos.com

Nota: os participantes em voltinhas ou eventos Papa Trilhos aceitam a cedência dos direitos de imagem nas fotos tiradas para publicação no site.

Calendário Papa Trilhos

Iniciativas Papa Trilhos

- eventos e passeios - consultar calendário.
- renovação do seguro da FPCUB 2017 - consulta.
- Ecopista do Dão, 16 e 17 Setembro - informações. CANCELADO


quinta-feira, 11 de novembro de 2010

2010-10-30 e 31 Travessia Vila Franca de Xira - Vila Velha de Ródão 195km

Alvorada bem cedo para estarmos às 07h30 para a partida em Vila Franca de Xira para esta travessia, mas sofreu um pequeno atraso começando a dar as primeiras pedaladas pelas 08h00.
Logo S. Pedro começou a dar ar de que não iria ser "amigo" destes aventureiros dando-nos umas primeiras pingas de chuva, mas que ainda ligeiras.

Saímos de Vila Franca de Xira em direcção à Ponte.... para de seguida sairmos de estrada durante uns belos km, percorrendo estradões da lezíria, nesta altura o pensamento era comum "o tempo deveria manter-se assim, sem chuva e temperatura amena".
Chegados a Benavente, uma pequena pausa, o percurso até aqui não tinha apresentado dificuldades de maior e, retomámos de seguida as nossas pedaladas, agora em direcção a Coruche. A partir daqui começámos a encontrar terrenos mais "pesados" devido à chuva e à lama proporcionando em certas alturas um bailar constantes das nossas bikes.À chegada a Coruche, pffffff, o Paulo furou e paragem para arranjo do mesmo furo, nesta altura a chuva já tinha marcado presença constante e, um pouco mais à frente parámos em busca de umas apetecidas bifanas.Depois do "repasto" chegava a hora de retomarmos o nosso percurso e eis que para brindar isso S. Pedro brinda-nos com uma grande "carga de água" que mais parecia um dilúvio, mas nem isso nos parou, melhor parou foi o ouvir "furooooooo", mas não era só ameaça do Carlos (desde que foi à Arrábida tomou o gosto).Um pouco de estrada em direcção a Montargil para de seguida entrarmos novamente nos estradões, que agora estavam completamente encharcados e pesados dificultando muito a nossa "marcha", mas lá chegámos a Montargil seguindo de imediato para Ponte de Sôr e, durante o percurso várias chamadas para o restaurante numa de mudança de hora constante do nosso banquete, pois faziam-se cada vez mais previsões para a nossa chegada.Refeitos da 1ª etapa (sábado), chegava a hora de iniciarmos a 2ª etapa, a de domingo em direcção a Vila Velha de Ródão e as primeiras pedaladas foram com chuva. Percorremos caminhos, trilhos, estradões, uns com mais ou menos lama outros com mais ou menos água, mas foi a que nos proporcionou melhores caminhos para pedalar e mais bonitos, também foi a etapa em que furei duas vezes.A chegada a Vila Velha de Ródão teria que ser registada com foto com a Portas de Ródão como pano de fundo e depois foi contar os minutos para para apanhar o comboio, mas foi atribulado este espaço de tempo entre o lavar bikes, que já apresentavam sinais dos dois dias de "esforço" entre água e lama, chegar à estação e mudar de roupa, quase que foi numa de apanhar o comboio em andamento.Esta viagem de comboio acabou por ser agradável, pelo menos para os que estavam na ultima carruagem que nem deram conta do sucedido de estar uma árvore atravessada na linha e do o comboio ter passado por cima (os que iam na carruagem da frente, dizem eles que não ganharam para o susto).Fim de semana muito bem passado, percurso pesado que não tirou o animo e boa disposição de todos os elementos, que teve quedas, furos (tive 2 furos), bikes a ficarem sem travões, um pouco de tudo em termos mecânicos e, um percurso efectuado em dois dias com 195km.Quero agradecer o convite que nos foi endereçado e ao mesmo tempo agradecer a excelente companhia e a boa disposição demonstrada por todos os elementos.

Participantes: (10) Rikybike San, Rui San, Zé Manel, Carla, Jaime, Miguel Pais, Neves, Paulo, Carlos e o Paulo Carneiro

3 comentários:

  1. Nesta reportagem fica mais uma vez provado que não à vento ou vendaval, chuva ou chuvinha que "derrote" a vontade de pedalar.
    Como Papa Trilho não poderias ficar a perder no que diz respeito a furar não é Sr. Rui??!!
    Quero dar os Parabéns a todos os que participaram neste passeio.

    ResponderEliminar
  2. Aqui prevaleceu o ar puro que respiramos,duro ? Não, agreste. S. Pedro foi amigo, nunca estivemos sujos.Terrenos pesados? Não, lavrados. Furos e s/ travões, faz parte (adoramos).O melhor, o convivio, e a jantarada? 2º dia, beleza natural, belos Trilhos.Muito giro, a repetir.Quero agradecer o convite que nos foi endereçado a mim e ao Rui, bjnhos à Carla e abraço a todos.Até à proxima.

    ResponderEliminar
  3. Cada vez gosto mais desta forma de pedalar, de explorar a natureza por trilhos e estradões na companhia de quem pensa da mesma forma. Para mim é uma travessia a repetir mas com o piso não tão pesado. Adorei tudo por ser um desafio que nem todos estão dispostos a fazê-lo nas condições mais adversas, mas ainda há "duros" e "dura" que embarcam nestas aventuras. Estou já à espera da próxima aventura e os meus amigos Papatrilhos estão desde já convocados. Um grande abraço para eles.

    José Costa Santos

    ResponderEliminar