Os Papa Trilhos desejam FESTAS FELIZES a todos os familiares e amigos. Um BOM ANO de 2018 com muitos kms a pedalar.

Papa Trilhos® - Fernão Ferro/Seixal

Os Papa Trilhos surgiram a partir de um grupo de amigos que têm em comum o gosto pelo BTT e cujo o lema é "Pedalar com a Natureza".

Aos domingos de manhã alguns elementos da equipa e outros amigos juntam-se para ir pedalar. Por isso se também quiseres ir pedalar, aparece no Parque das Lagoas de Fernão Ferro/Seixal (largo das festas populares - GPS 38,557800º -9,091630º), aos domingos, 08.30h (horário de inverno). Vê a mensagem de
"Ponto de Encontro" publicada todas as semanas onde são agendadas as voltinhas e passeios dessa semana. Uso obrigatório de capacete.
Contactos: papatrilhosbtt@papatrilhos.com

Nota: os participantes em voltinhas ou eventos Papa Trilhos aceitam a cedência dos direitos de imagem nas fotos tiradas para publicação no site.

Calendário Papa Trilhos

Iniciativas Papa Trilhos

- eventos e passeios - consultar calendário.
- Tróia/Sagres, 16 Dezembro - informações. Actualizado em 2017-11-27.
- Seguro FPCUB 2018 - informações.


sábado, 2 de novembro de 2013

Na Rota do Javali - 2013-10-27 - 44Km

Reportagem por Lapa San

Foi mais um domingo com alguma frescura matinal. Os Papa Trilhos & Friends foram-se acumulando pelos lados da Galp da Quinta do Conde e após algumas cafézadas, muito linguaredo e cumprimentos efectuados, lá fomos pedalando à aventura em direcção a Azeitão passando pela mata da fonte de Negreiros, Quinta do Picão e outras que se seguiram até chegarmos junto da Aldeia de Irmãos.

Entretanto, virámos por ali à esquerda e fomos em direcção ao caminho dos fetos na mata que desemboca junto à quinta do Maló, aquele super- dentista que produz umas Belas “pomadas” (será que é com algumas delas que ele anestesia o pessoal lá nas suas clinicas ?).

Sem tempo para tirar essa dúvida, seguimos por ali acima até à Aldeia da Piedade onde me lembrei de sugerir ao Guia-Mor de seu nome Ni San que seria interessante rumarmos ali para o lado das Pedreiras de Sesimbra onde existe uma bela duma subidinha que vai dar a uma varanda com uma paisagem magnífica, por onde já não passamos há muito tempo. Sugestão aceite e seguimos então pela estrada do Parral abaixo e acima continuando até apanharmos a ligação de Casais da Serra a Calhariz.

Continuámos por ali fora, entrando depois à esquerda por aqueles caminhos que ligam a Serra da Arrábida às Pedreiras. Foi aí que por forças maiores entenderam entregar o rumo da comitiva a um Super-Despistado Guia que gosta de ir à descoberta por esses caminhos fora e com um GPS ultra-desactualizado, mas desenrascado que baste.

E assim, depois de entrarmos pelo single track empedrado e algo enlameado que segue em direcção às Pedreiras, quando o Guia indicou o caminho por um single à esquerda muito simpático, embora alguns pusessem algumas reservas sobre o rumo que levávamos, lá seguiram todos por ali fora, com o novo Guia lá bem atrás!!!!???

Após algumas centenas de metros nesse trilho bastante agradável, apesar de algo escorregadio e com uma paisagem lindíssima e sempre a subir, depois de uma clareira óptima para uma foto de Grupo, acabava a parte ciclável e o pouco espécie de trilho existente era pelo meio dos arbustos de menor ou maior densidade.

Como os pedalantes que vinham na frente estavam crentes que o guia os tinha aconselhado bem, por ali dentro foram desbravando mato com as biclas a servirem de catana e moto-serra para ultrapassarem a mata cada vez mais densa; e se ninguém voltava para trás, era sinal que aquilo haveria de ter saída! Depois de muitos obstáculos ultrapassados, de muitos arranhões e de milhentos impropérios desabafados, concluiu-se que aquilo não tinha saída!

Se a coisa tinha sido difícil até ali, voltar para trás foi um sacrifício maior e com muitas promessas de fazer a folha ao malfadado guia. Aproveitou-se a bela da clareira para a foto de grupo, onde dificilmente outro grupo de BTT terá algum registo fotográfico por via de terem melhores GPS(s).

Lá regressámos via Pedreiras, Maçã e trilho da Quinta do Perú até às respectivas casas de cada um com uma aventura diferente para mais tarde recordar!

Conclusões:
-Há certos guias nos quais não convém confiarem muito;
-Existem locais na Serra que por muito recônditos que sejam, não são muito seguros para namoriscar (a qualquer momento podem aparecer por lá um bando de gentes com bicicletas a desbravar terreno e a estragar o momento);
-Um passeio pedestre de vez em quando não faz mal a ninguém;
-Foi um belo passeio de duatlo (BTT e corta-mato);
-Também poderia ser triatlo (com a água que o guia meteu se não nadaram foi por que não quiseram!!);

E foi assim que se passou mais uma bela manhã de Domingo.  Para a semana há mais!

Participantes: Nós todos , é só conferirem pela foto de grupo.

1 comentário: