. TRAVESSIA FATIMA/PORTO - 31 MAIO a 03 JUNHO - inscrições encerradas. Autocarro ALVALADE/PORTO COVO - 20 MAIO - ESGOTADO. Plano de Actividades para 2018. Ver calendário.

Papa Trilhos® - Fernão Ferro/Seixal

Os Papa Trilhos surgiram a partir de um grupo de amigos que têm em comum o gosto pelo BTT e cujo o lema é "Pedalar com a Natureza".

Aos domingos de manhã alguns elementos da equipa e outros amigos juntam-se para ir pedalar. Por isso se também quiseres ir pedalar, aparece no Parque das Lagoas de Fernão Ferro/Seixal (largo das festas populares - GPS 38,557800º -9,091630º), aos domingos, 08.00h (horário de verão). Vê a mensagem de
"Ponto de Encontro" publicada todas as semanas onde são agendadas as voltinhas e passeios dessa semana. Uso obrigatório de capacete.
Contactos: papatrilhosbtt@papatrilhos.com

Nota: os participantes em voltinhas ou eventos Papa Trilhos aceitam a cedência dos direitos de imagem nas fotos tiradas para publicação no site.

Calendário Papa Trilhos

Iniciativas Papa Trilhos

- eventos e passeios - consultar calendário.
- Seguro FPCUB 2018 - informações.
- Raid Alvalade/Porto Covo - inscrições.
- Travessia Fátima/Porto - inscrições.


segunda-feira, 3 de junho de 2013

Volta de Alcácer - 2013-06-02 - 109Km

Reportagem por Paulo Alex San

A pedido de várias famílias, os Papa Trilhos efectuaram mais uma edição do "Objectivo Alcácer". Esta voltinha de dia inteiro diferenciava-se das edições anteriores, por fazermos em sentido inverso. Para tal, deslocámo-nos até Setúbal através de veículos assistidos a motor, onde, após as formalidades de check-in, embarcámos para Tróia. Após analisarmos os vários horários disponíveis, optámos pela embarcação das 08.25h. A viagem decorreu dentro da normalidade, com cerca de 30min de navegação, onde aproveitámos para uma analise minuciosa da nova bike do Daniel.

Já em terra firme, iniciámos as pedaladas até Alcácer, em alcatrão. Foram cerca de 40Km a um bom ritmo, que nos permitiu chegar a Alcácer cerca das 11.00h. Pelo caminho, ainda tivemos um furo protagonizado pela Isabel. Dado que no caminho de regresso pelo canal, não só iríamos passar por um café junto a Monte Novo, optámos por aconchegar o estômago junto à marginal de Alcácer, em jeito de almoço antecipado.

Com o calor já a apertar, lá fomos em direcção ao canal. Saímos de Alcácer e atravessámos uns quantos estradões por entre hortas e arrozais. Apanhámos um pouco de areia, mas como o almoço ainda estava fresco, não faltavam forças.

Serpenteámos os vários caminhos até encontrarmos o canal. A cota de água estava alta, o que obrigou à Gina cumprir a promessa de se refrescar. Mais à frente, com o calor já a provocar mossas, outros seguiram o exemplo, embora numa versão mais light.

Entretanto, chegámos a um dos pontos altos do percurso, que era a passagem sobre o canal, a conferir os dotes de equilibrismo dos Papa Trilhos e Amigos. Acontece que antes encontrámos uma alma local, apelida de divina, segundo alguns, que indicou um caminho alternativo, que iria encontrar o canal, um pouco mais à frente. Quem não resistiu ao espectáculo artístico, foi dar a volta, mas alguns resistentes não deram tréguas.

Na chegada ao Monte Novo, virámos logo para o café, pois estávamos bastante deficitários de líquidos. tivemos sorte da arca frigorífica estar bem abastecida de minis, pois as solicitações foram muitas. Fomos muito bem recebidos, não só por quem trabalhava neste café no meio do monte, como também quem ali estava a passar tempo.

Já com Setúbal à vista, o canal continuou a fazer-nos companhia, mas desta vez causou uns estragos adicionais. Uma série de furos, empatou o nosso ritmo e dividiu o grupo. Perdemos a conta aos furos, esgotando aqui também o stock de câmaras de ar.

O restante pessoal já estava à nossa espera junto à Qta do Pinheiro, cujo o guarda já tinha feito uma advertência ao grupo. Aproveitou-se reforçar os líquidos com uma torneira que estava mesmo à mão. Mas como já estávamos dentro a propriedade, era obrigatório sair ali, para apanharmos a linha do comboio. Devagarinho, lá fomos à casa do guarda, onde também estava a cancela de saída (ou entrada, dependente do sentido), e com mais outra advertência, lá saímos. O guarda até acabou opor nos confirmar o caminho e dizer onde tínhamos de entrar na linha do comboio. Este estradão tinha alguns troços de areia, o que imprimiu um esforço adicional.

Entrámos na linha do comboio, e até à saída junto a uma herdade no Zambujal, iríamos pedalar cerca de 10Km. A berma da linha do comboio até estava melhor do que se pensava inicialmente, apenas com alguma brita. Fizemos várias paragens durante este trajecto para reorganizar as forças. O cansaço já era algum, e o Daniel que o diga.

Após sairmos da linha do comboio, passámos uma ponte de ferro, que nos levaria até à EN10 e depois Setúbal. Estes últimos Kms foram em alcatrão, com chegada a Setúbal já perto das 20.00h. No total, fizemos 109Km, com 870m de acumulado, distribuídos por quase 11h onde 7 das quais foram em movimento (dados patrocinados pelo GPS de serviço).

Sem comentários:

Enviar um comentário