GALA PAPA TRILHOS 2017 - 10º ANIVERSÁRIO - 01 de Dezembro. .

Papa Trilhos® - Fernão Ferro/Seixal

Os Papa Trilhos surgiram a partir de um grupo de amigos que têm em comum o gosto pelo BTT e cujo o lema é "Pedalar com a Natureza".

Aos domingos de manhã alguns elementos da equipa e outros amigos juntam-se para ir pedalar. Por isso se também quiseres ir pedalar, aparece no Parque das Lagoas de Fernão Ferro/Seixal (largo das festas populares - GPS 38,557800º -9,091630º), aos domingos, 08.30h (horário de inverno). Vê a mensagem de
"Ponto de Encontro" publicada todas as semanas onde são agendadas as voltinhas e passeios dessa semana. Uso obrigatório de capacete.
Contactos: papatrilhosbtt@papatrilhos.com

Nota: os participantes em voltinhas ou eventos Papa Trilhos aceitam a cedência dos direitos de imagem nas fotos tiradas para publicação no site.

Calendário Papa Trilhos

Iniciativas Papa Trilhos

- eventos e passeios - consultar calendário.
- Tróia/Sagres, 16 Dezembro - informações.
- Gala Papa Trilhos 2017, 01 Dezembro - inscrições.


quarta-feira, 1 de setembro de 2010

Trilhos do Baco 2010 - 44Km

Reportagem de CaJo San e Mimosa San

Mais uma presença dos Famosos Papa Trilhos por essas terras alentejanas, só que desta vez com uma presença mais reduzida, unicamente 6 pedalantes, mas sem dúvida a fazerem furor pela positiva, ao ponto de a parte final ser digna de um filme . Eles foram: A Gina e o Paulo Semião, a Helena e o Cájó, o Paulo Alex e o Rui.

A partida foi à hora marcada, 09H00 em ponto. O Paulo Alex e o Rui com um andamento mais vivo e os restantes mais a ritmo de passeio, porque no Alentejo faz muito calor e temos de guardar energias para aquilo que estava para vir.

Com uma passagem pela vila onde as palmas eram muitas, assim como as palavras de estimulo aos muitos atletas que se deslocaram à Vidigueira. Depois de cerca de 4Km em alcatrão, entrámos na terra, já com algumas subidas e descidas de relevo, porque quem acha que o Alentejo é plano, é puro engano. A subida de São Miguel com cerca de 1 km de subida acentuada. Belas paisagens e em comparação com o ano transacto o percurso tinha mais arvoredo e mais sombras.

Os abastecimentos tinham sempre água fresquinha e eles foram 4, dois só com água e os outros dois com abastecimento sólido, com bolos, sandes, fruta variada e até com fatias de melão para alguns, visto que não chegou para todos. Talvez pela alarvice de alguns.

Percurso bem marcado, evitando os possíveis enganos, pessoas da organização sempre em locais onde era possível o equívoco. Os bombeiros estavam nos sítios certos, nos mais perigosos, assim como a GNR, estava nos cruzamentos com algumas estradas nacionais. Lá mais à frente, o Rui e o Paulo Alex ainda tiveram a companhia do João do BTT-TV que estava ali também a fazer a sua reportagem dos acontecimentos.

Num dos abastecimentos, aparece uma figura que já é conhecida pelos comentários que tem deixado no site dos Papa Trilhos, mas que até aqui desconhecida pessoalmente. Quebrou essa incógnita, em conversa com o Paulo Semião e com o Cájó, a Gina e a Helena. De quem estamos nós a falar? Da Ti Coelha pois então. Bem haja para ela e restante comitiva que a acompanhavam e passaram a fazer-nos companhia. Espectáculo!

Perto do quilómetro 30 o Cájó lembrou-se de furar. Parecia à partida que se tratava de um furo lento, daí que bastaria umas simples bombadas para repor a pressão na roda traseira da sua Giant. Depois de mais algumas centenas de metros, pfffffff... pneu em baixo. Com a ajuda preciosa do Paulo Semião, câmara de ar trocada, encetámos novamente a volta. A Helena e a Gina já lá iam. Temos de nos apressar para as apanhar. Mas foi sol de pouca dura, pois também esta furou, apesar do exame exaustivo no pneu à procura de eventuais picos. Precisaria de nova câmara de ar ou então remendar esta. Foi o que fizemos. O Paulo Semião tirou remendos da sua bolsa e começou a tratar do assunto.

No entanto o Cájó ligou para o telemóvel da Helena, porque ela tinha uma câmara de ar de reserva. A Helena teve de voltar para trás cerca de 4 km. Quando chegou junto, já praticamente tínhamos reparado e montado a roda. Encontravam-se no local o pessoal mais atrasado e o carro vassoura. Como que insultada, por termos conseguido reparar e talvez sem necessidade de ela ter vindo atrás, grita bem alto “fosca-se”, para não dizer outra coisa.

Reiniciámos o percurso, mas o destino marca a hora e não era dia de o Cájó acabar a Vidigueira - o remendo não resistiu. Desmotivado pela atitude da companheira, não teve forças para voltar a remendar ou trocar novamente a roda traseira, que só dava problemas. O carro vassoura estava próximo. Bicla lá para cima e resolveu fazer o resto do percurso sentado, numa amena cavaqueira com um companheiro de Viana do Alentejo, o Rui Janeiro, explicando quem eram os Papa Trilhos. Acho que ficou bem impressionado!

Quando faltavam cerca de 6 km para o final, à Helena apareceu uma cãibra na perna esquerda a qual a partir dali a limitou muito, fazendo-a desistir mais à frente pelas mesmas razões. Devagar e devagarinho lá seguiam a Gina e o Paulo Semião acompanhados por mais 4 companheiros numa animosidade inigualável pela obtenção do último lugar, no percurso dos 40 km. De tal forma que nos últimos 400mts começa a verdadeira escaramuça para ver quem tinha mais imaginação para ficar para trás e coube ao Paulo Semião a mais arrojada de todas já que nos últimos 3mts e com a bicla às costas deixa a mesma encostada às baias e deita-se no chão, mas para seu desespero dá-se o volte-face pois um dos seus concorrentes agarra na sua bicla e passa a mesma na linha de meta ficando de todo arredado do seu grande objectivo que era ser o PRIMEIRO dos ÚLTIMOS.

Depois dos banhos e reposto algum abastecimento sólido nos nossos estômagos com a ajuda preciosa da Marlene e da Paula Crespo nesse sentido, ao fazerem umas belas sandochas. Isto já à beira das piscinas municipais, onde passámos o resto da tarde, a restabelecer forças.

A Vidigueira continuará a fazer parte, pelo menos para quem fez a prova este ano, de futuros passeios para os Papa Trilhos, pelo que ofereceram e pelo que mostraram. 5 estrelas!

1 comentário:

  1. Fui pela segunda vez ao Trilhos e Courelas e mais uma vez vim de lá muito satisfeita, não só pelo "passeio" em si e pela simpatia da organização, mas também pelo convívio que foi excelente. Mais um trilho em que pude contar com a presença dos Papa Trilhos e confirmar junto da minha malta que são pessoal à maneira. Foi muito divertido e a "escaramuça" ao fim foi digna de palmas e lágrimas de riso! Foi bicicletas às costas, foi a "avózinha" e quando o Paulo se deitou à entrada da meta... ehehehe! A gente nunca se pode fiar com o Nuno Emídio ao pé. ;) No entanto, ele já prometeu que para a próxima dá ao Paulo a honra de chegar em primeiro dos últimos.

    Boas pedaladas e até ao próximo trilho. :))

    Ti Coelha

    ResponderEliminar