. . Papa Trilhos by night 2018 - abertura de inscrições a 06 de Julho para Papa Trilhos e a 10 de Julho para o público. Plano de Actividades para 2018. Ver calendário.

Papa Trilhos® - Fernão Ferro/Seixal

Os Papa Trilhos surgiram a partir de um grupo de amigos que têm em comum o gosto pelo BTT e cujo o lema é "Pedalar com a Natureza".

Aos domingos de manhã alguns elementos da equipa e outros amigos juntam-se para ir pedalar. Por isso se também quiseres ir pedalar, aparece no Parque das Lagoas de Fernão Ferro/Seixal (largo das festas populares - GPS 38,557800º -9,091630º), aos domingos, 08.00h (horário de verão). Vê a mensagem de
"Ponto de Encontro" publicada todas as semanas onde são agendadas as voltinhas e passeios dessa semana. Uso obrigatório de capacete.
Contactos: papatrilhosbtt@papatrilhos.com

Nota: os participantes em voltinhas ou eventos Papa Trilhos aceitam a cedência dos direitos de imagem nas fotos tiradas para publicação no site.

by night 2018

clique na imagem para mais informações e inscrições

Prazos de inscrições:
- 06 a 09 Julho: exclusivo para Papa Trilhos
- 10 a 24 Julho: sem restrições

Calendário Papa Trilhos

Iniciativas Papa Trilhos

- eventos e passeios - consultar calendário.
- Seguro FPCUB 2018 - informações.



domingo, 4 de dezembro de 2011

Um por Todos... e Todos por Um - 2011-12-04 - 45Km

Reportagem por Paulo Alex San

O mês de Dezembro protagonizava a continuação das voltinhas domingueiras dos Papa Trilhos. E a aderência de hoje foi bastante boa. Com o tempo um pouco frio, os pedalantes precaveram-se com alguns blusões extra e calças. Depois da saída de Fernão Ferro e a passagem pela Qta do Conde, somávamos 19 pedalantes.

1 Km depois da saída da Qta do Conde, uma conferência de grupo sobre uma proposta fora do normal para uma volta de BTT. Juntámos o prazer de andar de bike ao prazer de poder ajudar outros, e resolvemos atender à sugestão do Riky e ir até aos Bombeiros do Barreiro para integrarmos a lista de dadores da Medula Ossea. Uma causa louvável e que sem grande esforço, poderá fazer a diferença a quem possa precisar.

Assim, alinhámos a bussula para o Barreiro. Com uns zigue-zagues na localidade de Covas de Coina, fomos para a Mata da Machada. Pelo caminho ainda conhecemos um desafortunado que teve uma queda mesmo à nossa frente, O capacete, mais uma vez, teve o papel principal para que a queda não tivesse consequências maiores, mas não de livrou de um valente galo necessitado de gelo. Optou por continuar a voltinha na nossa companhia, pois como íamos até aos bombeiros, poderia ali ter os cuidados que necessitava.

O Kimbikes não se livrou de um furo, rapidamente resolvido. Continuámos a viagem pela passagem aérea do IC21 e uns pequenos trilhos na Mata da Machada.

Enquanto a assistência em viagem tratava da bike do Kimbikes, uma outra brigada fazia prospecção em contentores do lixo. E hoje em dia pode-se encontrar de tudo... até Giants praticamente novas...

Depois de passarmos Sto António, virámos para a cidade do Barreiro, com direito a desfile por algumas ruas. Chegados aos bombeiros, lá estava a comitiva de acolhimento de dadores de Medula. A fila era pequena e fomos atendidos rapidamente. Preenchemos os formulários, fomos à 1ª triagem onde alguns foram eliminados (idade, medicação em uso, ...) e os eleitos chegaram ao momento "D".

A moral era alta e a disposição no seu melhor, não tivéssemos todos por uma nobre causa, acrescendo a representação orgulhosa do nome Papa Trilhos.

Uns suspiravam, outros não gostavam de olhar, e os de elite, nada temiam! A verdade é que tal acto nada custa, umas pequenas gotas de sangue tiradas nuns menos segundos, inscreveram-nos numa das maiores listas mundiais.

A foto de grupo foi tirada mesmo ali, com direito a registo pelos responsáveis daquela acção nos bombeiros do Barreiro.

Em estado de fraqueza, havia que repor o quer que fosse para chegarmos a casa devidamente abastecidos. E a decisão não foi difícil. Para quem conhece as redondezas, rapidamente sugeriu uns bolos famosos com recheio de creme de manteiga numa tal de Pastelaria Moderna. Não sei de quem partiu a sugestão, mas a decisão foi unanime: bolos... pastelaria.... lá vamos nós!!!!

E a fama dos bolos não são ao acaso. Poucos resistiram e ficaram fãs. A próxima foto diz tudo.

Abastecimento concluído, iniciámos o regresso. Mais umas voltinhas pela cidade, passagem pela Mata da Machada e antes de chegarmos à Qta do Conde, ainda passagem pelo fetiche do... (nem é preciso adivinhar...). A verdade é que aquela ponte está a ganhar fãs, pois são cada vez mais os que passam sem desmontar.

A chegada a FF passava alguns minutos das 12.30h, depois de uma voltinha domingueira de 45Km. Teve uma sabor especial, pois contribuimos orgulhosamente para um bem maior, sem estar nada combinado, na esperança de podermos dar o que outros possam precisar, ou seja, Um por Todos... e Todos por Um! Papa Trilhos e seus amigos no seu melhor!

10 comentários:

  1. Olá a todos, venho dar-vos noticias do acidentado, que encontraram pelo caminho em sentido contrário quando se dirigiam para o Barreiro.
    O Rui dirigia-se a serra da Arrábida para uma voltinha domingueira, na companhia de alguns amigos, nos quais eu me encontrava incluido.
    Após algumas horas no Hospital do Barreiro foi-lhe diagnosticada uma luxação no ombro. Quanto é testa, não é mais do que um hematoma apesar de ter partido o capacete.
    Vai ficar umas semanas afastado destas lides.
    A todos um muito obrigado, em meu nome José Patão, Barreiro e essencialmente em nome dele Rui Oliveira, Barreiro.
    Felicidades e boas pedaladas!!!

    ResponderEliminar
  2. Olá,
    As melhoras para o Rui do Barreiro. O facto de na cabeça ser "só" um hematoma, significará que continuará a não ter juízo e por isso, continuará a andar de bike.
    Rápidas melhoras para que possas voltar às pedaladas.
    Saudações.

    ResponderEliminar
  3. O meu passeio com os Gauleses de Fernão Ferro.

    No dia anterior ao passeio, decidi que iria acompanhar os Papatrilhos no seu Passeio Domingueiro. Com uma forma ciclística fraquita e com uma meia-volta em perspetiva lá fui eu… com atraso de 3 ou 4 minutos, em direção ao ponto de encontro. Xiça, esta malta deve estar cá com uma força…. Já partiram! Isto hoje vai ser duro…
    Siga pra a Quinta do Conde, onde os encontrei preparados para a voltinha. Após 2 ou 3 kms, o gaulês Ricardo lança o mote para a volta “ Então e se fôssemos dar sangue?” Cum caneco, senti-me um romano no meio de gauleses!!! Mas estes tipo tomam a poção mágica ou quê?? Devem querer acalmar a força que têm dentro deles… As últimas vezes que dei sangue, tive que tomar um lanche logo de seguida e repousar um bocado e ainda assim parecia o tipo do Lua Nova, ou Crepúsculo ou lá o que é!!! “Mas porque é que não fui surfar ou fazer um jogging? Sou mesmo Tótó! “ Pensei eu… E no meio da reunião, alguns gauleses diziam “ Sim, sim, vamos lá dar o sangue!!! Boraaa!!!” Eh pah… daqui nada, se eu digo alguma coisa, e percebem que sou romano, ainda me dão uma pêra e fica aqui o capacete, os dentes e as sandálias e eu vou a voar…
    Felizmente as dúvidas dissiparam-se quando o gaulês Mário me disse que apenas seria uma pica e um bocadinho de sangue para a análise e era para os Dadores de Medula Óssea! Aaaahhhhh OK! Então tudo bem, Ufa!
    Pelo caminho até ao Barreiro, estes gauleses ainda conseguiram assustar outro romano, que só de os ver se atirou para o chão! O capacete não saltou, foi a sorte dele, senão ficava mesmo em mau estado! Estes gauleses são mesmo temíveis…
    No Barreiro cumpriu-se o objectivo, contribuindo para a causa de doação, embora receie que aquelas amostras irão ser contrabandeadas por conterem qualidades de força sobrehumana.
    Outra coisa que reparei nestes gauleses, é que estão sempre prontos para as borgas e para os banquetes, sejam eles de javalis… ou de Bolas de Manteiga! Só de ouvir falar no nome do bolo, o meu colesterol até bateu palmas, tal como os gauleses bateram! A invasão à pastelaria foi épica, com muitas bolas de manteiga enormes a saltar para o balcão e a serem devoradas pelos gauleses, sem piedade! No meio daquela confusão ouviam-se “Vivas” pelas Bolas e acho que até ouvi um “POR TOUTATIS”, mas se calhar foi impressão minha…
    Mas uma coisa posso dizer sobre estes gauleses…. sabem receber amigos e desconhecidos, e também conhecem uns trilhos à maneira. A Gália da Margem sul não tem segredos para eles. Aquele trilho da Mata da Machada, mesmo ao lado do Quartel dos Romanos, é muito bom e recomenda-se!
    Foi um bom passeio sem dúvida e acabei por fazer a volta toda sem levar um tabefe… missão cumprida.
    As melhoras para o Rui do Barreiro.

    Luis dos Redondos

    ResponderEliminar
  4. Olá Luis,
    A tua descrição do passeio está excelente. Não consegui resistir a algumas risadas enquanto lia a tua narrativa. Nós, os Gauleses, apesar da nossa má fama, acolhemos qualquer Romano com boa disposição e com uma unica condição, pedalar com o nosso espirito!
    Saudações.

    ResponderEliminar
  5. Triplamente Orgulhosa destes representantes Papa Trilhos e Amigos. 1º por terem doado o vosso sangue para uma causa tão nobre; 2º por terem acompanhado um companheiro do pedal num momento de menos sorte que foi ao Chão, (Para o Rui do Barreiro rápidas melhoras)e em 3º lugar por todos os Gauleses terem simpaticamente "acolhido" este Romano.É nas pequenas acções que se revelam os Homens / Mulheres.

    ResponderEliminar
  6. Olá, sou o acidentado (Rui) e como prometido cá estou para vos dar notícias que infelizmente não são as melhores... O problema não é com a cabeça (que, segundo o médico, até é capaz de ter melhorado com a pancada). Na cabeça grças ao capacete apenas resta um ematoma para contar a história, mas o ombro é foi mesmo pró caraças e vai garantir-me uns mesitos de paragem forçada.
    Enfim, "ossos do ofício". Agora que descobri que sei voar tenho que aperfeiçoar as técnicas de aterragem.
    Obrigado a todos pelo apoio e até um dia destes nos trilhos (desta vez espero que no mesmo sentido e sem prespectivas diferentes de olhar para o caminho).

    ResponderEliminar
  7. O que vocês não perceberam é que a estratégia da dádiva de sangue foi a justificação encontrada e ideal para o ataque áquelas "piquenas" bolas de Manteiga !
    Bela manhã de passeio,dádiva e comezaina; quanto ao apoio que demos ao Rui do Barreiro foi o mínimo necessário; se mais se justificasse lá estaríamos para fazer pelos outros o que esperamos nunca ser necessário que façam por nós. As melhoras para o Rui e vai treinado para que quando quiseres animar um passeio matinal , o faças de uma forma mais Soft.

    ResponderEliminar
  8. Boas papa trilhos. Comecei a dar as primeiras pedaladas e tenho visitado o Vosso blog, o que me tem deixado cheio de vontade de me juntar para uma volta.
    Por enquanto aos Domingos não tem sido possível.
    As voltas são sempre ao Domingo, ou tambem à pessoal a andar ao Sabado?

    Cumprimentos a todos,

    David

    ResponderEliminar
  9. Olá David,
    Em primeiro lugar, os nossos agradecimentos pelas tuas visitas ao nosso site!
    Em relação às nossas voltinhas, normalmente elas são ao domingo. Por vezes também fazemos voltinhas durante a semana ou ao sábado. Mas o programa da semana é sempre anunciado numa mensagem semanal que com o titulo de "Ponto de Encontro".
    Por isso, quando poderes e quiseres juntar-te a nós, estás à vontade!
    Saudações.

    ResponderEliminar
  10. Boas Paulo Alex San

    Este Domingo não posso, mas o próximo está garantido.

    Boas pedaladas,

    David

    ResponderEliminar