GALA PAPA TRILHOS 2017 - 10º ANIVERSÁRIO - 01 de Dezembro. .

Papa Trilhos® - Fernão Ferro/Seixal

Os Papa Trilhos surgiram a partir de um grupo de amigos que têm em comum o gosto pelo BTT e cujo o lema é "Pedalar com a Natureza".

Aos domingos de manhã alguns elementos da equipa e outros amigos juntam-se para ir pedalar. Por isso se também quiseres ir pedalar, aparece no Parque das Lagoas de Fernão Ferro/Seixal (largo das festas populares - GPS 38,557800º -9,091630º), aos domingos, 08.30h (horário de inverno). Vê a mensagem de
"Ponto de Encontro" publicada todas as semanas onde são agendadas as voltinhas e passeios dessa semana. Uso obrigatório de capacete.
Contactos: papatrilhosbtt@papatrilhos.com

Nota: os participantes em voltinhas ou eventos Papa Trilhos aceitam a cedência dos direitos de imagem nas fotos tiradas para publicação no site.

Calendário Papa Trilhos

Iniciativas Papa Trilhos

- eventos e passeios - consultar calendário.
- Tróia/Sagres, 16 Dezembro - informações.
- Gala Papa Trilhos 2017, 01 Dezembro - inscrições.


terça-feira, 8 de março de 2011

Passeio de Carnaval - 2011-03-08 - 58Km

A festa carnavalesca surgiu a partir da implantação, no século XI, da Semana Santa pela Igreja Católica, antecedida por quarenta dias de jejum, a Quaresma. Esse longo período de privações acabaria por incentivar a reunião de diversas festividades nos dias que antecediam a Quarta-feira de Cinzas, o primeiro dia da Quaresma. A palavra "carnaval" está, desse modo, relacionada com a ideia de deleite dos prazeres da carne marcado pela expressão "carnis valles", que, acabou por formar a palavra "carnaval", sendo que "carnis" do grego significa carne e "valles" significa prazeres.

Mas este dia de carnaval, em pleno mês de Março do ano de 2011, teria festejos redobrados com o Dia Internacional da Mulher. E elas apareceram para pedalar, vestidas a preceito da ocasião, assim como os restantes pedalantes.

Já passava das 08.30h quando se decidiu o itinerário do Passeio de Carnaval Papa Trilhos. A passagem obrigatória seria o Cristo Rei, em jeito do que também aconteceu no ano passado. E lá fomos nós. O céu ameaçava uma pesada molha. Mantinha-se escuro. Sabíamos que não iríamos escapar, mas mesmo assim, a vontade de pedalar prevaleceu.

O percurso seria maioritariamente por estrada, para evitar os trilhos encharcados da chuva que caiu no dia e noite anteriores. Saímos da Qta dos FF's em direcção à Torre da Marinha, Corroios, fazendo uma paragem para meditação numa pastelaria na Cova da Piedade.

Aqui, lá começaram a cair os primeiros pingos. Continuámos o nosso passeio e depressa chegámos a Cacilhas para fazermos o "passeio marítimo" até à dolorosa subida do Cristo Rei.

Ainda cá em baixo, confraternizámos para a pouse da tradicional foto de grupo, com as nossas vestes da ocasião do dia.

E lá subimos! Uns a passo, outros a passinho, todos chegámos lá bem ao cimo.

Daqui, iniciámos o regresso a casa, ainda com alguns pingos, mas nada de tempestades. Passámos pela Trafaria e apanhámos outro "passeio marítimo", o da Costa da Caparica. Apesar dos chuviscos, viam-se bastantes pessoas a dar o seu passeio, uns a passo, outros em corrida. No mar, além de todas aquelas moléculas de H2O, avistavam-se as várias tentativas de apanhar as ondas pelos inúmeros surfistas que tinham a prancha de molho.

Um pouco mais à frente, um pequeno derrapanço traiçoeiro, levou o Nelson San ao chão, na única queda da manhã, onde finalmente ninguém teve furos (também levávamos o nosso Furólogo para qualquer ocorrência).

Já com a hora avançada, passámos pela Marisol e mais à frente, depois de algumas pedaladas pelas ruas da Verdizela, entrámos na Apostiça em direcção o nosso "Home's Place" na Qta dos FF's.

Um passeio tranquilo, com bonitos adereços de Carnaval. Tivemos mergulhadores e mergulhadoras, muitas perucas, máscaras, um presidiário e até uma pirata. Os desfile teve 58Km com 513m de acumulado de subidas.

... e parabéns às Mulheres!

Bibliografia:
- wikipédia

1 comentário:

  1. Esta voltinha de Carnaval teve uma energia 100% positiva, 200% divertida e muita vontade de dar ao pedal (eu que o diga, não sabia que o Cristo Rei era tão alto!!!)
    Uma manhã muito bem passada, com as Mulheres em maioria,(incluindo os homens que com perucas femininas fizeram uma homenagem ás Mulheres), e para finalizar tive a oportunidade se sentir na pele o verdadeiro sentido da açcão "esfular um coelho".
    Á pois andar de bike é bom, máscarado dá-lhe graça, mas com um fato de mergulho não é fácil...
    Obrigada Paulo Alex pelo enquadramento histórico que destes a conhecer.

    ResponderEliminar