. . Papa Trilhos by night 2018 - fotos disponíveis na página de FB. Plano de Actividades para 2018. Ver calendário.

Papa Trilhos® - Fernão Ferro/Seixal

Os Papa Trilhos surgiram a partir de um grupo de amigos que têm em comum o gosto pelo BTT e cujo o lema é "Pedalar com a Natureza".

Aos domingos de manhã alguns elementos da equipa e outros amigos juntam-se para ir pedalar. Por isso se também quiseres ir pedalar, aparece no Parque das Lagoas de Fernão Ferro/Seixal (largo das festas populares - GPS 38,557800º -9,091630º), aos domingos, 08.00h (horário de verão). Vê a mensagem de
"Ponto de Encontro" publicada todas as semanas onde são agendadas as voltinhas e passeios dessa semana. Uso obrigatório de capacete.
Contactos: papatrilhosbtt@papatrilhos.com

Nota: os participantes em voltinhas ou eventos Papa Trilhos aceitam a cedência dos direitos de imagem nas fotos tiradas para publicação no site.

Calendário Papa Trilhos

Iniciativas Papa Trilhos

- eventos e passeios - consultar calendário.
- Seguro FPCUB 2018 - informações.



segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

Carnaval a três - 2010-02-16 - 62Km

Reportagem de Mimosa San

Depois de uma reunião do Grupo Papa Trilhos bem representada no dia anterior e cuja mesma terminou cerca da 1 hora da manhã ficou nessa mesma hora a incerteza se haveria corajosos para irem pedalar na manhã que se avizinhava.

Os pontos de encontro eram os habituais "Parque das Lagoas versus Bomba da Galp na Quinta do Conde. Eu cheio de coragem lá me fiz o caminho e acabo por encontrar mais dois resistentes "Paulo Alex e Fernando Lapa".

A nossa amiga chuva não estava presente e iniciámos o nosso périplo por estrada pois estava fora de hipotese irmos por terra. Foi um comer alcatrão durante quase todo o percurso que foi escolhido pelo Fernando.

Depois de passar-mos pela Makro seguimos em direcção a Palmela onde fizemos uma paragem para um café e respectivo pastel de nata. A seguir a Cobra estava há nossa espera e foi aqui que se deu o unico contacto com LAMA. Feita a descida foi um rolar a uma boa velocidade até chegarmos a Setúbal.

Fizemos agulha para a Figueirinha. A foto de grupo foi tirada com o mar à vista.

A seguir avizinhava-se o pior - SUBIR e, para dificultar, a chuva apareceu, mas continuou o martirio até ao cruzamento do Convento. Iniciada a descida e sempre a chover lá conseguimos passar por Azeitão "mas sem TORTAS" pois estávamos num estado lastimavel e de certeza que não seria-mos atendidos com simpatia por ninguém.

Foi no cruzamento para a Quinta do Peru que me despedi dos meus companheiros do pedal tendo que sofrer mais um bocado até casa onde cheguei capaz de ir direito ao estendal afim de secar não só a roupa mas tambem os OSSOS.

Os 62Km dos 3 pedalantes contaram com 810m de acumulado de subidas.

2 comentários:

  1. Boa reportagem... e mais não digo!!!

    ResponderEliminar
  2. Volta agradável, mas o que estaria Paulo Alex San a verificar na paragem do autocarro? Estava ele a pensar não fazer a subida da Figueirinha e ir de autocarro?
    Abraço

    ResponderEliminar