GALA PAPA TRILHOS 2017 - 10º ANIVERSÁRIO - 01 de Dezembro. .

Papa Trilhos® - Fernão Ferro/Seixal

Os Papa Trilhos surgiram a partir de um grupo de amigos que têm em comum o gosto pelo BTT e cujo o lema é "Pedalar com a Natureza".

Aos domingos de manhã alguns elementos da equipa e outros amigos juntam-se para ir pedalar. Por isso se também quiseres ir pedalar, aparece no Parque das Lagoas de Fernão Ferro/Seixal (largo das festas populares - GPS 38,557800º -9,091630º), aos domingos, 08.00h (horário de verão). Vê a mensagem de
"Ponto de Encontro" publicada todas as semanas onde são agendadas as voltinhas e passeios dessa semana. Uso obrigatório de capacete.
Contactos: papatrilhosbtt@papatrilhos.com

Nota: os participantes em voltinhas ou eventos Papa Trilhos aceitam a cedência dos direitos de imagem nas fotos tiradas para publicação no site.

Calendário Papa Trilhos

Iniciativas Papa Trilhos

- eventos e passeios - consultar calendário.
- renovação do seguro da FPCUB 2017 - consulta.
- Ecopista do Dão, 16 e 17 Setembro - informações. CANCELADO


quarta-feira, 16 de setembro de 2009

Travessia Minas S. Domingos - Dia #1 - FF/Beja - 150Km

O brieffing havia reunido todos os pedalantes alguns dias antes desta aventura e as principais decisões estavam tomadas - quem leva as cervejas, quem carregava o moscatel, quantas cordas seriam necessárias para reboque... agora a sério... foi efectuada uma apresentação das várias opções de percursos, onde iriamos pernoitar e outros pormenores importantes para esta nossa aventura.

Com tudo já programado, a alvorada na 6ª feira foi com a chegada ao Parque das Lagoas às 05.20h. Sem atrasos, começámos a pedalar para a Qta do Conde onde estariam os restantes camaradas do pedal. O objectivo era chegarmos a Setúbal a tempo de apanharmos o barco das 06.50h. Mas apesar do ritmo desde Palmela ser bastante elevado, chegámos 4 minutos atrasados e só podemos embarcar no barco das 07.25h com a agravante de um bilhete mais caro - 4,5€ para o pedalante e a bike. Um autentico atentado legal numa altura em que se tenta fomentar os transportes alternativos. É no país que vivemos!

A travessia do Sado foi calma, com uma brisa marítima bastante fresca e umas nuvens ameaçadoras no horizonte. Chegados a Tróia, as 1ªs pingas de chuva começaram a fazer-nos companhia. A única coisa que nos vinha à memória era o reviver das condições climatéricas do Troia-Sagres de Dezembro último. Mas o vento não era tão intenso, nem havia tanto frio!

Pedalámos a um bom ritmo e a seguir à Comporta fizemos uma pequena paragem para desaliviar da chuva e tomar o pequeno almoço.

O percurso era sempre por estrada. Fomos em direcção a Grandola onde seguimos pelo IP8. Pelo caminho íamos fazendo pequenas paragens para descansar e abastecermos de água e as nossas preciosas barrinhas.

O abastecimento a sério estava programado para Sta Margarida do Sado. Como já somos clientes da casa, a ementa não era novidade - umas sandes de queijo, de toucinho e presunto (recomenda-se) acompanhadas de algumas bebidas. O Mário San deliciou-se com uma sandes de queijo em barra. Ficou fâ e queria levar algumas para o caminho mas infelizemente o queijo esgotou!

A viagem continuou em direcção a Beja. Com o calor a apertar (onde está a chuvinha que nos refrescou de manhã?) íamos gerindo o ritmo e admirando as paisagens alentejanas.

Com Beja à vista, o espirito elevou-se a poucos kms de prova superada. Faltava apenas circular pelas ruas de Beja até ao nosso local de estadia - a Pousada da Juventude de Beja.

Já na pousada e após 150Km desde a partida, era altura de arrumarmos as nossas bikes, efectuarmos o check-in, ocuparmos os quartos e tomarmos o merecido banho. Como ainda era cedo (chegámos a Beja ainda antes das 16h), fomos dar uma voltinha pela cidade e petiscar alguma coisa.

O Papa Trilho Mário San que havia trazido umas calças, foi à procura de uma loja para comprar unas calções. A escolha não foi fácil, mas foi requintada. Após muita procura, finalmente encontrou o que procurava - uns calções florzinhas (faltavam as borboletas). Estranhamente, por onde passávamos, éramos olhados de uma forma muito estranha - porque seria?

Com a hora do jantar à vista, os nossos amigos Ni San e Arsénio San, juntaram-se à malta, já que por motivos profissionais não poderam pedalar com o pessoal no 1º dia. A Dora, Daniel e Pedro, também partilharam da nossa companhia.

Com o pensamento no dia 2, rumámos à pousada para tentar ter uma noite de descanso, pois no dia seguinte era aguardado um percurso com cerca de 110Km e o ponto alto da travessia - as Minas de S. Domingos.

Foram 150Km com 1150m de acumulado de subidas com uma média de andamento de 20.1Km/h.


Participantes: Paulo Alex San, Nelson San, CaJo San, Mário San, Paulo Felix, Mimosa San, Marco San, Jorge Nunes, António Ferreira, Rikibyke San, To Ze San.

View Larger Map

Brevemente, o dia 2 desta aventura!

2 comentários:

  1. Excelente 1º dia desta aventura.
    Parabéns a todos os participantes deste primeiro dia e pelo desempenho efectuado ao chegar cedo a Beja sempre a com tradicional boa disposição, animação e companheirismo ao longo destes 150 km.
    A salientar o pormenor dos novos calções do Mario San...
    Abraço e uma vez mais parabéns

    ResponderEliminar
  2. Olá,
    Excepto a chuva esteve tudo 5*.
    Neste dia reinou como habitual a amizade e a boa disposição, que nos ajuda a ultrapassar km a km.
    Beijos e Abraços

    ResponderEliminar