Recomendações: proteja-se a si e à sua família e amigos. Use máscara em locais fechados. Lave as mãos com frequência. . . .

Papa Trilhos® - Fernão Ferro/Seixal

Os Papa Trilhos surgiram a partir de um grupo de amigos que têm em comum o gosto pelo BTT e cujo o lema é "Pedalar com a Natureza".

Aos domingos de manhã alguns elementos da equipa e outros amigos juntam-se para ir pedalar. Por isso se também quiseres ir pedalar, aparece no Parque das Lagoas de Fernão Ferro/Seixal (largo das festas populares - GPS 38,557800º -9,091630º), aos domingos, 08.00h (horário de verão), 08.30h (horário de inverno). Vê a mensagem de
"Ponto de Encontro" publicada todas as semanas onde são agendadas as voltinhas e passeios dessa semana. Uso obrigatório de capacete.
Contactos: papatrilhosbtt@papatrilhos.com

Nota: os participantes em voltinhas ou eventos Papa Trilhos aceitam a cedência dos direitos de imagem nas fotos tiradas para publicação no site.

Calendário Papa Trilhos

Iniciativas Papa Trilhos

- eventos e passeios - consultar calendário.
- Renovação Seguro FPCUB para 2021 - consulta.





quarta-feira, 22 de junho de 2022

O Chupa-Bananas do Carreiro da Areia – 12-06-2022 - 45Km/550mD+

 Reportagem por Pedro Santos
(a reportagem foi enviada dentro do prazo)



Éramos já bastantes, à volta de 10! Muitos cumprimentos, abraços, apertos, beijocas e apalpões, tudo o que retarda ao máximo o início da voltinha. Mas ouve-se um grito que denuncia quem seria o guia:

- Embora pessoal, que se faz tarde! – grita o Ni, já em andamento!

Tudo a correr para as bicicletas, ninguém quer ficar para trás. É a nossa volta domingueira! 

Parecia tudo normal, muita conversa enquanto subíamos pela ciclovia. Ouve-se o guia gritar lá ao fundo:

- Bora por aqui!

Até aqui, tudo normal, até que as bicicletas começaram a travar sozinhas! Um estranho fenómeno ocorrera: o caminho escolhido estava transformado em areia!

Tanta areia que, já todos a pé, cada um a empurrar a sua montada, lá iam mandando umas piadas sobre como seria a praia: 

- Só faltava a água! Eheheh!

Com tanta areia, já numa luta de tentar retardar ao máximo o inevitável de ter de desmontara e seguir a pé, ao fundo ouve-se um som:

- @##RSSSSHHH!!! TRUZ! 

Um que cai! mas como era fofinho, não se aleijou. Apenas umas sacudidelas, e estava novamente a rolar. Só ficou com um bocadinho menos de brilho.

Alcançando um estradão de chão firme, onde já dava para voltar a montar nas bicicletas, o guia encontra um carreirinho fixe e decide desafiar! 

-Alguém conhece este?

Ninguém conhecia, por isso aceitaram tacitamente….

- Vamos ver? – diz o guia já a entrar amedos, com o Manel já lá à frente, decidido, a mostrar que era boa escolha.

- Ai Manel! Enganaram-nos!

Porque a seguir, veio areia, novamente. E MUITA!

Tanta areia que montar nas bicicletas já nem era opção. Ia tudo a marchar com as bicicletas à mão. Já ninguém estava a achar graça. 

As piadas foram, entretanto, trocadas por frases do tipo:

 “C@r.... Fo-SSSS... PuT@ que...” e algumas era até diretamente dirigidas ao guia.

O pessoal não estava a gostar, e eis que:

- @###RSSSSHHH!!!! PIMBAS!

Caiu outro! 


Era fofinho, não se aleijou, mas desta vez, houve danos!!!!!! Uma banana tinha sido esmagada! E não há pior que possa acontecer a um macho latino do que ver a sua banana toda derretida. Mas o nosso pedalante, que não vou identificar quem foi para que não haja o risco de denegrir a sua imagem, decidiu comer o que ainda restava: E conseguiu, mas teve de a chupar, que a dita estava tão mole, que tinha ficado praticamente liquefeita! 


Finalmente estávamos fora da Areia! Memorizámos bem o sítio, para garantir que nunca mais ali iríamos voltar!

Até aqui, foi uma boa Caminhada Domingueira dos Papa Trilhos, mas estava na hora de começar a andar de bicicleta! 

Lá fomos então direito à serra, sempre a apoiar o guia, com amáveis palavrinhas carinhosas:

- Vai pró c@…. 

O guia sentiu-se triste…


Para mostrar que não era apenas a areia que nos derrubava, o chão de gravilha do Cai-de-Costas também nos pôs, outra vez, a empurrar as bicicletas. Claro que, desta vez, o fizemos apenas para a foto:


Ao passar pela Quinta da Califórnia, alguém grita:

- Aqui há pinga da boa!

Como não estava a resultar, na motivação do pessoal a fazer um desvio até à adega, resolvi reforçar a mensagem anterior:

- Pago eu! 

E não é que resultou? De repente, o pessoal ganhou muita sede!

E que bem que soube aquele moscatel bem fresquinho! Quando demos por ela, já tínhamos um saco de bolos e duas garrafas de moscatel em cima da mesa!


Alguma reposição de energia, e era hora de voltar ao caminho. Foram mais uns estradões, na direção da Quinta do Perú. Aquela malvada estrada que NUNCA ACABA!!!!

Ficou aqui comprovado que o Moscatel dá muito mais energia que essas barritas sintéticas que se compram para aí! O pessoal dá em dar gás, foi um instante enquanto se viu quem tinha tomado maiores doses de moscatel e quem se recatou de o fazer. 

Finalmente, chegámos a Fernão Ferro! Mas pensam que acabou aí? Naaaa!

Faltava comer e beber qualquer coisa, então? O Ní lá desencantou um cafezinho porreiro, para mais uma minizinha:


Agora sim, a volta estava no fim! Foram 45 Km onde, desses, uns 5Km foram a pé. Venha próxima, para queimar as calorias ganhas nesta volta!

Sem comentários:

Enviar um comentário