Recomendações: proteja-se a si e à sua família e amigos. Use máscara em locais fechados. Lave as mãos com frequência. . . .

Papa Trilhos® - Fernão Ferro/Seixal

Os Papa Trilhos surgiram a partir de um grupo de amigos que têm em comum o gosto pelo BTT e cujo o lema é "Pedalar com a Natureza".

Aos domingos de manhã alguns elementos da equipa e outros amigos juntam-se para ir pedalar. Por isso se também quiseres ir pedalar, aparece no Parque das Lagoas de Fernão Ferro/Seixal (largo das festas populares - GPS 38,557800º -9,091630º), aos domingos, 08.00h (horário de verão), 08.30h (horário de inverno). Vê a mensagem de
"Ponto de Encontro" publicada todas as semanas onde são agendadas as voltinhas e passeios dessa semana. Uso obrigatório de capacete.
Contactos: papatrilhosbtt@papatrilhos.com

Nota: os participantes em voltinhas ou eventos Papa Trilhos aceitam a cedência dos direitos de imagem nas fotos tiradas para publicação no site.

Calendário Papa Trilhos

Iniciativas Papa Trilhos

- eventos e passeios - consultar calendário.
- Renovação Seguro FPCUB para 2020 - consulta.
- TransAlgarve 2020 by Papa Trilhos - CANCELADO.





quinta-feira, 2 de julho de 2020

Pôr-do-Sol - 2020-06-25 - 34Km

Reportagem por Rui Inácio

Durante a última voltinha domingueira a espaços surgia a conversa sobre as voltinhas nocturnas.

Após algum debate de ideias o Ni lá se encheu de coragem e decidiu lançar o repto, aos Papa Trilhos, para semana seguinte.

“É S. Pedro, festa no Seixal, e costuma haver tasquinhas. Vou publicar o convite.”, dizia o NI.

Mal sonhávamos nós que, logo após terminar esta frase os casos de Covid-19 se multiplicariam em todo o Vale do Tejo e novas medidas restritivas punham em causa o seu/nosso projecto de volta nocturna.

Terça-feira, dia 23, lá estava o convite e alguns interessados.

Estava marcada a voltinha, dia 25, desse por onde desse.

E, no dia marcado, quatro Papa Trilhos partiram do Parque das Lagoas na expectativa do que iriam encontrar no Seixal onde estariam, à nossa espera, as tais tasquinhas e, com elas, a bela bifana e o, não menos delicioso, suco de cevada.

Ainda não tínhamos chegado à zona ribeirinha e já se sentia que algo não estava como era suposto. Batiam as 20:30 e não se via vivalma.

Apenas o Sol nos acompanhava, em jeito de despedida e dando-nos alento para o que iríamos encontrar mais à frente.


DESILUSÃO!!!

Nada! Ninguém!


As tasquinhas faltaram e os últimos cafés estavam a fechar.

Parámos para ganhar fôlego, limpar as lágrimas e esperar que passasse alguém para nos tirar a foto de grupo.


Cumprido o requisito o nosso guia espiritual, Ni, lembrou-se que tinha ainda um último cartucho.

E lá arrancámos com coragem renovada, rumo à Arrentela onde nos esperava O Santos (não o Pedro já estava connosco). Era o Santos da roulotte.

E foi aqui que nos vingámos das tasquinhas cumprindo o propósito da nossa voltinha.



Pensavam que era ir ver o pôr-do-sol, hein?

Marcaram presença: Ni, Pedro Santos, João Branco e Rui Inácio.

Sem comentários:

Publicar um comentário