. . Papa Trilhos by night 2018 - abertura de inscrições a 06 de Julho para Papa Trilhos e a 10 de Julho para o público. Plano de Actividades para 2018. Ver calendário.

Papa Trilhos® - Fernão Ferro/Seixal

Os Papa Trilhos surgiram a partir de um grupo de amigos que têm em comum o gosto pelo BTT e cujo o lema é "Pedalar com a Natureza".

Aos domingos de manhã alguns elementos da equipa e outros amigos juntam-se para ir pedalar. Por isso se também quiseres ir pedalar, aparece no Parque das Lagoas de Fernão Ferro/Seixal (largo das festas populares - GPS 38,557800º -9,091630º), aos domingos, 08.00h (horário de verão). Vê a mensagem de
"Ponto de Encontro" publicada todas as semanas onde são agendadas as voltinhas e passeios dessa semana. Uso obrigatório de capacete.
Contactos: papatrilhosbtt@papatrilhos.com

Nota: os participantes em voltinhas ou eventos Papa Trilhos aceitam a cedência dos direitos de imagem nas fotos tiradas para publicação no site.

by night 2018

clique na imagem para mais informações e inscrições

Prazos de inscrições:
- 06 a 09 Julho: exclusivo para Papa Trilhos
- 10 a 24 Julho: sem restrições

Calendário Papa Trilhos

Iniciativas Papa Trilhos

- eventos e passeios - consultar calendário.
- Seguro FPCUB 2018 - informações.



sexta-feira, 30 de março de 2018

Ecopista do Dão - 2018-03-28 - 100Km/869mD+

Reportagem por Paulo Alex

Em dia de Semana Santa, optei por conciliar uns dias de férias com uma visita até ao centro de Portugal. Um dos objectivos seria conhecer uma das ecopistas mais famosas de Portugal - estou a falar da Ecopista do Dão.

A extensão desta ecopista é de cerca de 49Km, com inicio em Viseu até Sta Comba Dão. Esta ecopista que já esteve no Plano de Actividades dos Papa Trilhos, tem o traçado da antiga linha ferroviária do Dão que foi desactivada em 1988. Atravessa 3 concelhos diferentes que também são diferenciados na cor do piso da ecopista. Em Sta Comba Dão tem a cor azul, Tondela é com o piso verde e finalmente Viseu tem o percurso a vermelho.

Para esta aventura, eu e a Papa Trilho Marlene (ainda se devem lembrar dela), madrugámos de forma a estarmos na estação ferroviária de Sta Comba Dão antes das 09.00h. Ainda vimos o comboio para Lisboa passar e depois das bicicletas preparadas, fomos para o inicio da ecopista que fica no final da estação. Optámos por fazer o percurso desde Sta Comba Dão até Viseu e regresso, pois estávamos hospedados nas redondezas. O carro ficou no estacionamento da estação, que tem espaço de sobra para quem queira fazer uma aventura semelhante.

Com o inicio do traçado um pouco escondido, lá estava a placa que identificava o local. Saímos e os primeiros kms foram com um declive descendente até chegarmos à ponte de ferro que atravessa o rio Dão. Este é também um dos pontos de interesse do percurso pela sua paisagem e singularidade do tipo de ponte, toda em ferro, com o piso em quadriculado que dá para ver para baixo - não aconselhado para quem tem vertigens.

Bem, a partir daqui é sempre a subir. Até cerca do Km 30 a subida não dá descanso. A inclinação não é nada de especial, pois sendo uma antiga linha ferroviária, o declive não poderia ser elevado, pois de outra forma não permitiria a circulação de comboios. Alguns destes kms vão paralelos ao rio, o que dá também alguma beleza ao percurso.

Somos também confrontados com a tragédia que assolou esta zona do país em Outubro passado, e para onde quer que olhássemos, vemos tudo queimado - as árvores, toda a vegetação, as proteções laterais da própria ecopista, os marcos que identificam os Kms da ecopista, tudo queimado! Uma paisagem triste que nos obriga a refletir sobre as atrocidades alheias que continuamos a ver impunes. Mas a pouco e pouco também já se consegue distinguir alguma vegetação verde a florescer e as próprias árvores com alguns pequenos rebentos.

No Km 30 fizemos a primeira paragem para um abastecimento ligeiro. Estávamos na antiga estação de Parada de Gonta. Ao longo do percurso, vamos passando as antigas estações. A maioria delas estão recuperadas, pelo menos o edifico principal e algumas têm algum comércio, nomeadamente pequenas zonas de cafés. Mas nesta altura do ano, estava quase tudo fechado, apenas no final da ecopista é que o café estava aberto.

Outro ponto alto do percurso e talvez o mais emblemático, é a passagem pela estação de Torredeita, onde podemos ver uma antiga locomotiva a vapor de 1885 e 2 vagões. Esta locomotiva está estacionada ao lado da estação e é possível visitar. Obviamente que aproveitámos para tirar algumas fotos. Estamos aproximadamente no Km 37.

Estes últimos 20Km são em sobe e desce, muito leve, que oscilam varias vezes entre a cota 370 e 440m.

A chegada a Viseu acontece muito timidamente, sem qualquer destaque para a identificação da ecopista, após pedalarmos cerca de 50Km e um pouco mais que 500m de acumulado positivo. Como estávamos na hora de almoço, fomos a um café perto para um abastecimento também ligeiro, para não irmos muito pesados para o regresso e também para não arrefecermos muito, pois as temperaturas estavam um pouco para o frio.

Fizemos o regresso exatamente com o percurso inverso. Todo o piso da ecopista é em asfalto com cerca de 3m de largura, uns poucos troços em obras, mas todos cicláveis, com alguns atravessamentos de estrada onde é necessário ter cuidado. Passámos também por 2 túneis - o de Figueiró com cerca de 40m e o maior com cerca de 200m onde não se vê rigorosamente nada lá dentro, o túnel de Santa Catarina; e 4 pontes de ferro - ponte do Mosteirinho (desenhada pelo Eiffel), ponte de Tondela, Ponte de Nagosela e a ponte sobre o rio Dão. Esta última era a antiga ponte ferroviária e que é a maior do percurso, e que foi entretanto recuperada.

Após 6h47m que saímos de Sta Comba Dão, estávamos nós lá novamente. Fizemos no total 05h46m a pedalar, ou seja, cerca de 1h de paragem, incluindo o tempo de almoço. Foram 100Km bastante agradáveis, num percurso onde a paisagem dos incêndios é marcante. De qualquer forma, o enquadramento paisagístico da ecopista é muito agradável, com destaque para as vistas sobre a Serra do Caramulo e o traçado junto ao rio Dão.

Lama & Lama, Lda - 2018-03-25 - 45Km

Reportagem por Amaro

Com a alteração do horário também os PT iniciaram mais uma jornada ciclistica a iniciar às 8h ainda que alguns pedalantes não se tivessem ajustado completamente...

Grupo de trabalho reunido, lá se seguiu em direção ao Peru na expectativa de uma volta suave e por trilhos mais ou menos pavimentados, passamos pelo Casal do Tojo, ainda tentamos beber um moscatelezito na quinta do Ze Mourinho ao lado dos Catralvos, passamos a EN 379 em direção à Portela onde paramos no largo renovado para beber uma aguazinha, seguimos pela estrada do Parral onde viramos à esquerda para uma bela descida onde começamos já a ganhar algum gosto pela lama…

Single track até à 379-1 junto ao Alambre, voltamos para traz porque a maioria não levou o kit canoa e não conseguimos passar a ribeira. A partir dai o GPS do Ni deu sempre a subir na nossa bela Arrábida. Na zona dos escuteiros já estávamos farto de andar montados na bicicleta e lá tivemos que leva-la às costa outros bons metros a subir onde a lama era nossa companheira e as escorregadelas e pés no charco eram mais que muitas.

Obrigado amigo Pedro por insistires neste trilho, pois já tinha saudades de tanta adrenalina e só me lembrava da cascalheira que subimos numa das nossa travessias a Fátima…

Pior não seria com certeza. Depois desta aventura só mesmo os belos trilhos em alcatrão que o Ni nos convenceu a percorrer, lama em cima, lama em baixo, lama quase até ao joelho e os Carlos Prazeres a ver vida mal parada… pois não tinha trazido o kit cobertor para sua menina! Só faltou mesmo a chuva para ser o dia perfeito.

O Paulo Alex também por ter sido a primeira vez que veio andar com o grupo Papa Trilhos teve direito a perder-se, provavelmente também para acumular mais km do que o restante do grupo…

Fomos em direção à estrada dos Picheleiros, viramos para a Qt. Do Paraíso, Rua do Fisco, Vila Rica, Picão e direção a casa. Para concluir pode dizer-se que foi uma verdadeira volta de BTT onde o espirito dos Papa Trilhos prevaleceu e todos finalizamos a volta sabendo que temos em crédito uma (ou duas) grades de minis à conta do Ni, ideólogo do trajeto, além que a fatura da agua à CMS este mês vai ser dividida também com ele pois tivemos 2 horas a lavar as bicicletas!!

Os companheiros de viagem foram os seguintes – Amaro, Ni, Paulo Alex, Carlos Prazeres, Vitor, João, Pedro Santos, Oscar, Filipe e António totalizando cerca de 45Km.

quinta-feira, 29 de março de 2018

Extra, extra - 2018-03-25 - 39Km/323mD+

Reportagem por Marlene

Extra! Extra! Extra! Notícia de última hora! Gritava o ardina no final daquela manhã de domingo. Aquela voz infantil e estridente queria atrair mais clientes, mas o título da notícia era vago “ 39,4 kms” Fica escrito que a 25 de Março, numa manhã de Primavera envergonhada, deu-se um fenómeno; cuja a última vez relatado remonta a Junho de 2016.

A protagonista relata com entusiasmo as emoções vividas nesta manhã histórica.
- Resolvi com bastante incentivo caseiro e alguma insistência alheia, tirar a roupa da gaveta, o pó da Lapierre e a ferrugem das pernas!

À porta de casa tinha três membros empolgados com o meu reinício à actividade betetista.
Facilmente se decidiu o destino, rolante e com vista para uma praia oceânica.

Entre chuviscos e raios de Sol, pedalamos ao longo da vedação da Nato, até uma das entradas na Apostiça, lá aguardava-nos mais um amigo do pedal.
Entre conversas e pedaladas chegamos até à nossa saudosa praia Fonte da Telha (saudosa, porque o pessoal anda doidinho por uns bons mergulhos e muito Sol).

Tirada a foto que vai ficar para a história desta notícia, era hora de pedalar até os músculos se queixarem, e para isso nada melhor que subir, subir, e... subir!
Ufa! Para início de actividade até não correu mal.

Músculos quentes é hora de regressar, e assim foi, sereno e pacífico entre poças e lama que serpenteamos com alguma destreza. Cada um tomou o seu destino.

Agradeço o desafio que me colocaram.
E desta forma fiz os meus primeiros 39,4kms.
Fim desta história que bem poderia ser notícia de um qualquer jornal!
Companheiros do pedal! Bela San, Dias San, Mário San, Filipe; Reiniciante: Marlene San


quarta-feira, 28 de março de 2018

Ponto de Encontro - Semana 13

Para esta semana, a proposta do Ponto de encontro é a seguinte:
- 6ª feira, dia 30, feriado: Voltinha extra Papa Trilhos. Ponto de encontro às 08.00h no Parque das Lagoas, ou às 08.20h na GALP da Qta do Conde.
- sábado, dia 31: Voltinha dos AdolescentesPonto de encontro no Parque das Lagoas às 15.00h.
- domingo, dia 01: Voltinha domingueira Papa Trilhos. Ponto de encontro às 08.00h no Parque das Lagoas, ou às 08.20h na GALP da Qta do Conde.

Caso haja interesse em marcar alguma voltinha, deixem aqui a mensagem para conhecimento do restante pessoal.


Lembretes desta semana:
- Travessia Fátima/Porto - 31 de Maio a 03 de Junho: inscrições abertas. Lugares limitados!

sábado, 24 de março de 2018

Aniversário de Mónica Junqueira - 2018-03-24

Hoje temos a Papa Trilho Mónica de parabéns!


quinta-feira, 22 de março de 2018

Volta a Sesimbra - 2018-03-18 - 49Km

Reportagem por João Vieira San

Por volta das 8h 36min saímos em direção ao segundo ponto de encontro onde o nosso amigo Vítor Rebelo se juntou ao grupo.

Aguardamos mais um pouco e lá nos fizemos há estrada eramos apenas 7 raiders mas a boa disposição imperava seguimos então atravessando a Quita do Conde em direção à quinta do peru mas um pouco mais à frente saímos e subimos a estrada por nós conhecida como o caminho das abelhas (recordações do nosso By Night).

Chegados lá acima contornamos o cruzamento das mós de pedra para quem não sabe este lugar tem o nome de Cabeço do Melão e é o ponto mais alto do Conselho do Seixal

Seguimos por este estradão até ao cruzamento onde viramos para a estrada dos Almocreves junto à quinta do Peru caminho que nos havia de levar até à Maçã, onde reagrupamos e decidimos ir por estrada até Sesimbra

Dado o estado do terreno e do tempo, por aí seguimos então e descemos mesmo até junto ao Forte onde alguns colegas foram retemperar forças tomando o cafezinho da manhã, de seguida voltamos às bikes e depois de contemplarmos os Surfistas que não queriam perder por nada as ondas que se faziam sentir na praia onde tiramos a foto de grupo.


De seguida atravessando a Vila chegamos à tão desejada subida feita por completo!!! chegados à estrada do Cabo Espichel.

Dado o avançando da hora decidimos fazer o regresso por estrada em direção a Alfarim e depois pela estrada da Lagoa até à saída para a Apostiça em direção ao porto do concelho onde entramos na última subida da antiga estrada 378, isto depois de termos por duas vezes apanhado uns pinguinhos !!!coisa pouca por sinal.

Voltinha limpa de 49 km com a participação dos papa trilhos.

Amaro, Vítor Rebelo e João Vieira

e os amigos António Sá, Jorge Bulhão, Luís Painço e Filipe Campos.

quarta-feira, 21 de março de 2018

Ponto de Encontro - Semana 12

Para esta semana, a proposta do Ponto de encontro é a seguinte:
- sábado, dia 24: Voltinha dos AdolescentesPonto de encontro no Parque das Lagoas às 15.00h.
- domingo, dia 25: Voltinha domingueira Papa Trilhos. Ponto de encontro às 08.00h no Parque das Lagoas, ou às 08.20h na GALP da Qta do Conde.

Caso haja interesse em marcar alguma voltinha, deixem aqui a mensagem para conhecimento do restante pessoal.

ATENÇÃO: a partir desta semana, com a mudança da hora, as nossas voltinhas passam também para o horário de verão - 08.00h.

Lembretes desta semana:
- Travessia Fátima/Porto - 31 de Maio a 03 de Junho: inscrições abertas. Lugares limitados!
Prazos:
- até 23 de Março - exclusivo para Papa Trilhos
- a partir de 24 de Março - sem restrições

Aniversário de To Ze San - 2018-03-21

Hoje temos um Papa Trilho aniversariante. Parabéns para o To Ze San.


quinta-feira, 15 de março de 2018

A enganar a Chuva – 2018-03-11 – 44Km/850m D+

Reportagem por Vítor Rebelo San

Olá amigos Papa Trilhos e amigos dos Papa Trilhos.

O Félix fez estragos toda a noite e quem acordou a meio da noite e teve a oportunidade de ver o tempo que estava, assustou-se e não saiu de casa....quem não viu e acordou pelas 08h....é maluco e foi fazer BTT. Mas atenção, refiro-me à tempestade Félix e não aos nossos amigos Papa Trilhos da família Félix....

Na hora marcada no 2º ponto de encontro para a voltinha lá estavam os amigos António Sá e o Óscar. Parece que saíram do Parque das Lagoas com a ideia que tinham chegado lá tarde de mais e o grupo já teria saído......


Chegados ao Posto de Combustível da Galp da Qta do Conde...viram-me a mim....lá está, o Félix intimidou os Papa Trilhos.

Durante toda a voltinha fui a pensar no titulo a dar a esta reportagem; Os Três Malucos, Os Três Muita Malucos; À volta do Granfondo da Arrábida....mas decidi-me por A enganar a Chuva.

E este título porque durante as 2h30' a pedalar nos 44km que fizemos, apanhamos uns chuviscos por duas vezes e num curto espaço....tivemos muita sorte :) Bem mas vamos lá;

Saímos então do segundo ponto de encontro, depois de dar algum tempo para ver se chegava mais alguém, em direção aos Brejos de Azeitão, passamos pelo trilho do Continente (Modelo), que já está transitável novamente, subimos a Casal Bolinhos e ao cruzarmos a N379 pela passagem superior, passamos pelos participantes do Granfondo Arrábida 2018.


Chegamos a Azeitão...um de nós estava desejando que começasse a chover para ficar por ali a comer uma torta....mas não choveu e....continuemos.

Circulamos pela rua principal de Azeitão e na N10 passamos por mais alguns participantes da prova Granfondo, na rotunda subimos aos Picheleiros e virámos à esquerda para a Califórnia...talvez à procura de melhor temperatura...na Califórnia, mas não era esta!.

Bem...mas da Califórnia seguimos pelo trilho das raízes até ao alto do Paraíso, onde chegaram as primeiras pingas de chuva, mas como disse de inicio, foi de pouca duração e continuámos para o Moinho, onde tirámos a foto de Grupo, ou melhor, a selfie de Grupo.


Naquele local, estava realmente muito mau tempo, mesmo sem chuva fazia um temporal que nos deitava abaixo, ao mínimo descuido.

Mas temos que pedalar para não esfriar....descemos até às traseiras da Estação de Camionagem e depois ao alto das Necessidades.

Depois descemos o estradão na direção de Vale de Barris, passamos pelas Oliveiras e chegamos ao Vale onde imperava o Sol e deu para ver as bonitas paisagens das serras de um lado e de outro.

Descemos a lagartixa e claro está, na baixa de Palmela virámos à esquerda e ali estava ela...A Cobra!


Em Palmela alguém deixou as portas e janelas abertas e a subida foi mais difícil ainda, pelo vento que fazia. Mas nada que não se faça.

Chegados a Palmela, tivemos a paragem obrigatória no jardim e vamos ao regresso. Decidimos percorrer o estradão inferior do trilho dos moinhos e aí...finalmente deu para perceber como tem feito mau tempo. Todo o percurso foi feito em terreno lamacento...

No final deste estradão, descemos para Cabanas, depois fizemos as retas de Vila Amélia e chegamos à Qta do Conde.

Os agradecimentos aos amigos pela companhia, cumprimentos feitos e votos de uma boa semana.

Os presentes:

Papa Trilho
- Vítor Rebelo

Amigos
- António Sá
- Óscar

Acompanhantes:
- meia dúzia de pingos de chuva
- muito vento

Foram 44 km
(como não houve Papa Trilhos a sair do Parque das Lagoas, a contagem dos Km foi feita Qta. Conde-Qta. Conde)

quarta-feira, 14 de março de 2018

Ponto de Encontro - Semana 11


Para esta semana, a proposta do Ponto de encontro é a seguinte:
- sábado, dia 17: Voltinha dos AdolescentesPonto de encontro no Parque das Lagoas às 15.00h.
- domingo, dia 18: Volta domingueira Papa Trilhos. Ponto de encontro às 08.30h no Parque das Lagoas, ou às 08.50h na GALP da Quinta do Conde.

Caso haja interesse em marcar alguma voltinha, deixem aqui a mensagem para conhecimento do restante pessoal.

Lembretes desta semana:
- N/A


terça-feira, 13 de março de 2018

Aniversário de António Arcângelo - 2018-03-13

Hoje temos uma Papa Trilho aniversariante. Parabéns para a António Arcângelo.


domingo, 11 de março de 2018

Admirar as Praias da Arrábida – 2018-02-25 – 65Km/910m D+

Reportagem por Vítor Rebelo San

A primeira comitiva começou, como de costume em Fernão Ferro e à hora marcada estava no segundo ponto de encontro.


A surpresa deste vosso repórter ou reportador 😊 foi a presença do Gonçalo Leão (filho mais novo da Papa Trilho Isabel Santos)...com uma bike montada com a ajuda de peças das bikes dos irmãos e com problemas nas mudanças que se tornaram semiautomáticas, mas lá estava ele e cheio de força para iniciar...vamos a isso.


Depois dos abraços, bacalhaus e beijinhos, saímos da Quinta do Conde em direção aos Brejos por Casal Bolinhos e toca a subir para a Aldeia da Piedade. Como quem sobe...desce e vice versa, desta vez descemos para a Estrada do Parral.

Depois fomos em direção do Calhariz e à Serra do Risco... seguimos pelos trilhos paralelos à estrada de alcatrão, que mais parecem uma estrada Romana, com tanta pedra.

Chegados ao alcatrão, continuamos a subir e para surpresa geral, virámos à direita e descemos por um acesso onde poucos já tinham ido, muito giro, muito verde, com uma praia ao fundo mas onde começou a imperar a preocupação enquanto descíamos; Depois para sair, é por onde?

Estávamos então na Praia de Alpertuche, uma beleza natural que só as praias da Arrábida conseguem dar. Tirámos a foto de grupo e muitos outros tiraram muitas outras fotos.


Depois de todas as fotos, veio a resposta à pergunta que alguns fizeram enquanto desciam, a saída é pelo mesmo local...em sentido inverso, ou seja a subir!

De regresso ao alcatrão tomamos o caminho do Portinho da Arrábida e toca a dar gás que é a descer....antes de chegarmos ao Portinho, alguns BTTístas conhecedores do Código da Estrada, desesperaram à espera que a luz vermelha passasse a verde para prosseguir a viagem e alcançar o comboio da frente. Chegou a luz verde para prosseguir e admirar as águas cristalinas junto à praia.


Passamos a praia para o outro lado e temos de subir....foi escolhida a subida da Praia do Creio (a subida onde aparece a informação no Strava de 20%). Lá em cima, com a respiração mais apressada que as pernas, seguimos pelo alcatrão em direção à Comenda e admirámos as lindas praias da Arrábida, dos Coelhos, Galapinhos e Figueirinha.


No parque da Comenda fizemos a nossa pausa para abastecimento de água, barrinhas, bananas, gel...etc...o que cada um era portador. De seguida passados a estrada para o lado interior e fomos por onde quase todos gostam de passar o trilho da Comenda. No final, já no alcatrão tínhamos de subir e quando todos pensavam no subida do comediante, o guia decidiu subir mas no sentido do Parque de Campismo e depois pelo trilho do Alto da Madalena ou subida dos Picheleiros....

E pronto! Estávamos em Azeitão, voltamos a passar em Casal Bolinhos, depois junto ao Campo de Futebol na Qta. do Conde e começaram as despedidas. Uns com mais fome (a hora de almoço não perdoa) aceleraram em direção a suas casas.

O meu amigo Garmin disse que fizemos 65km e tivemos 910m de acumulado.

Participaram os Papa Trilhos:

- Isabel Santos
- Fátima
- António Júlio
- Rui Inácio
- Carlos Prazeres
- Pacheco
- Félix (Pai)
- Fernando Borda d'Água
- Ni
- Amaro
- João Vieira

Aniversário de Marlene San - 2018-03-11

Hoje temos uma Papa Trilho aniversariante. Parabéns para a Marlene San.



quarta-feira, 7 de março de 2018

Travessia Fátima/Porto - 31 Maio a 03 Junho

ACTUALIZAÇÕES:
- versão 1.4 - 2018-05-26
actualização ementas finais
- versão 1.3 - 2018-05-18
actualização ementas (Rabaçal e Porto)
- versão 1.2 - 2018-05-07
actualização do horário de saída de Fernão Ferro
- versão 1.1 - 2018-04-29
inscrições desactivadas para confirmação do nº de alojamentos.
alterado prazo de pagamento da última prestação para Papa Trilhos.
##################################################

A travessia Papa Trilhos agendada este ano pretende fazer parte de um objectivo - ligar Fernão Ferro a Santiago de Compostela. Já efectámos diversas peregrinações a Santiago e a Fátima, pelo que está em falta a ligação de Fátima a um dos pontos em que iniciámos as peregrinações a Santiago - Porto, Braga ou Chaves. Este ano optámos por ligar Fátima ao Porto. As datas agendadas são de 31 de Maio a 03 de Junho de 2018, com 3 etapas que deverão totalizar cerca de 230Km.



A travessia terá inicio em Fátima, no dia 31 de Maio (5ª feira, feriado). O transporte até lá será de autocarro com saída no próprio dia de manhã.  

A travessia não será efectuada em autonomia. Cada pedalante poderá providenciar 1 saco ou mochila (atenção às dimensões) que será transportado no autocarro entre os pontos de alojamento.

O percurso tem poucas sombras, pelo que recomenda-se, tendo em atenção as datas da travessia com previsão de calor, que cada um previna-se com protecção solar e a respectiva hidratação (líquidos e sólidos).

O programa do evento é o seguinte:

DIA #1 - 31 MAIO, 5ª feira
Fátima/Rabaçal, 68Km, 1042m D+ (*1)
- 05.30h: ponto de encontro no Parque das Lagoas para arrumar as bikes no porão do autocarro.
- 06.00h: saída do Parque das Lagoas no autocarro em direcção a Fátima.
- 09.00h: inicio da 1º etapa
- final da tarde: chegada ao Rabaçal. Alojamento na Pousada do Rabaçal em regime de camarata. (*2)
- 20.00h: jantar (*3) (incluído no preço)

DIA #2 - 01 JUNHO, 6ª feira
Rabaçal/Águeda, 78Km, 896m D+ (*1)
- 08.30h: pequeno almoço (incluído no preço)
- 09.00h: inicio da 1º etapa
- final da tarde: chegada a Águeda. Alojamento no Hotel Conde d'Águeda em quarto duplo. (*2)
- 20.00h: jantar (*3) (incluído no preço)

DIA #3 - 02 JUNHO, sábado
Águeda/Porto, 81Km, 1285m D+ (*1)
(não inclui distância da Sé até à Pousada - +/- 5Km)
- 08.30h: pequeno almoço (incluído no preço)
- 09.00h: inicio da 2ª etapa
- final da tarde: chegada ao Porto. Alojamento na Pousada da Juventude do Porto em regime de camarata.
- 20.00h: jantar (*3) (incluído no preço)

DIA #4 - 03 JUNHO, domingo
- (manhã): pequeno almoço (incluído no preço)
- hora a definir: saída do Porto para regresso a Fernão Ferro.
- (hora de almoço): almoço no Porto ou no caminho de regresso - ainda em definição (não incluído)
- final da tarde: chegada a Fernão Ferro, Parque das Lagoas.

(*1) valores de distâncias e altimetrias calculadas de acordo com os dados dos tracks disponíveis, sujeitas a alterações.
(*2) devido à dificuldade de alojamento, estamos a optar por locais que permitam o alojamento correspondente à ocupação mínima  podendo ainda sofrer alterações. O que está previsto é o seguinte:
- Rabaçal: Pousada do Rabaçal. Os quartos são múltiplos com casa de banho. Como provavelmente iremos ultrapassar o limite da capacidade da pousada, algumas pessoas poderão ficar em colchões.
- Águeda: Hotel Conde d'Águeda 4*. Alojamento em quartos duplos com casa de banho. Os quartos poderão ter cama de casal.
- Porto: Pousada da Juventude do Porto. Os quartos são múltiplos sem casa de banho. A casa de banho é partilhada.
(*3) ementas em elaboração.

PERCURSO
(provisório)


EMENTAS (incluídas na inscrição):
Rabaçal:
Restaurante "Clotilde"
- entradas
- prato principal: vitela estufada com espaguete
- bebidas: água e vinho à discrição; bebidas em garrafa (refrigerantes e cerveja): 1 por pessoa
- sobremesa
- café
Águeda:
- restaurante: "Telhas e Canecos"
MENU
- entradas
- prato principal: secretos de porco com batata ao murro e espaguete
- bebidas
- sobremesa
- café
Porto:
Restaurante "Varanda do Sol"
- entradas
- prato principal: Lombo de porco assado
- bebidas à discrição
- sobremesa
- café

PREÇOS:
(os preços anunciados são provisórios dado que ainda não temos a totalidade das reservas efectuadas)
- pedalante: 215€
- desconto Papa Trilho: -15€ (desconto aplicável a Papa Trilhos com cotas de Maio 2018 regularizadas)
Os pagamentos devem ser efectuados após inscrição em prestações mensais de 50€ (Março a Maio). A última prestação será do restante valor.
IBAN PT50.0036.0202.99100079286.89 (Montepio Geral)
Cada inscrição deverá ser sinalizada com o valor de 25€. Caso não seja efectuada até 5 dias após a inscrição, esta será automaticamente anulada.
Prazo de limite de pagamento para a última prestação: 
- para Papa Trilhos: 29 de Junho 2018 31 de Agosto de 2018.
- para não Papa Trilhos: 28 de Maio 2018.

Incluído no preço:
- transporte de autocarro (pedalante + bicicleta) de Fernão Ferro, Parque das Lagoas, até a Fátima.
- transporte dos sacos no autocarro.
- alojamento conforme definido no programa em regime APA.
- jantares em Rabaçal, Águeda e Porto.

PRAZOS:
- até 23 de Março de 2018: inscrições exclusivas para Papa Trilhos
- de 24 de Março 2018 a 25 de Maio 2018: inscrições livres
A realização do evento está condicionada à ocupação mínima de 26 pedalantes. Caso este requisito não seja cumprido até 06 de Abril, o evento será anulado ou ajustado o preço. Confirmada a realização do evento sem ajuste de preço.

LOTAÇÕES:
- nº de pedalantes: 26.
(a lotação está condicionada à capacidade do autocarro para o transporte de bicicletas e das dormidas nos locais de alojamento)

PERCURSO:
(valores não definitivos)
- distância total (3 etapas): 232Km
- acumulado de subidas total: 3223m D+
- dificuldade física: 4 (de 1 a 5)
- dificuldade técnica: 2 (de 1 a 5)

Condições do evento:
- pagamento: por transferência bancária para o IBAN PT50.0036.0202.99100079286.89 (Montepio Geral) e enviar o respectivo comprovativo por mail (papatrilhosbtt@papatrilhos.com).
- cada pedalante terá de providenciar um cobertor ou manta para acondicionamento da bike no porão do autocarro. A manta ou cobertor é para levar aquando da entrada no autocarro. 
- cada pedalante é responsável pela sua condição física para a participação no evento.
- cada pedalante é responsável pelo seu seguro.
- desistências: até 31 Março - devolução integral do valor pago; a partir desta data - sem devoluções.
- EQUIPAMENTO PAPA TRILHOS: obrigatório para Papa Trilhos, na 3ª etapa.
- qualquer duvida sobre o evento ou alguma situação não prevista nesta mensagem, deverá ser apresentada por escrito através do mail papatrilhosbtt@papatrilhos.com.

LINKS:
- inscrever - inscrições desactivadas para confirmação dos alojamentos
- consulta de inscrição

(esta mensagem irá sendo actualizada sempre que se justifique. Ver versão de actualização no topo da mensagem)

Ponto de Encontro - Semana 10


Para esta semana, a proposta do Ponto de encontro é a seguinte:
- sábado, dia 10: Voltinha dos AdolescentesPonto de encontro no Parque das Lagoas às 15.00h.
- domingo, dia 11: Volta domingueira Papa Trilhos. Ponto de encontro às 08.30h no Parque das Lagoas, ou às 08.50h na GALP da Quinta do Conde.

Caso haja interesse em marcar alguma voltinha, deixem aqui a mensagem para conhecimento do restante pessoal.

Lembretes desta semana:
- N/A


terça-feira, 6 de março de 2018

A Volta da Bola – 2018-03-04 – 47Km

Reportagem por Isabel Santos San

Com a chuva prevista para as 13h,
Ainda dava tempo para uma pedalada,
Montados nas bikes e com um sorriso,
Lá nos fizemos à estrada!!!!!


Um grupinho razoável,
Tendo em conta as condições,
Eramos 11 pedalantes,
Um grupo sem inibições!

Devido à chuva dos dias anteriores,
A Serra estaria intransitável,
Tinha que ser uma volta "higiênica",
E eis que surge uma ideia incontestável!

Sair da Qta do Conde rumo ao Barreiro,
O objetivo era uma voltinha meiga,
E que tal juntar o útil ao agradável,
E ir comer uma bola de manteiga?


Lá fomos pela Mata da Machada,
Num percurso agradável e ideal,
Com a natureza no seu melhor,
E nem se sentiu muito o areal!!!

Paragem obrigatória na Pastelaria,
Abastecimento de primeira,
Quem não quis, ficou à porta,
A tomar conta da "pasteleira"!

No passadiço junto à água,
Fizemos o "Passeio dos Afetos",
Desta vez ninguém a passear,
Ficaram em casa, avós e netos!!


No regresso começou a chover,
Hora de vestir os impermeáveis,
Mas logo de seguida a chuva parou,
Foram apenas alguns pingos amigáveis!

De novo para a Mata da Machada,
Entrámos no trilho antes do cemitério,
Quanto a mim, muito agradável,
Mas cada um terá o seu critério!

Foram 47 km a pedalar,
Sempre num registo de amizade,
Depois, cada um rumou a casa,
Antes que chegasse a tempestade!!!!

sexta-feira, 2 de março de 2018

Aniversário Junior Sara Prazeres - 2018-03-02

Hoje temos a Papa Trilho Júnior Sara Prazeres de parabéns!


Aniversário Junior Sofia Prazeres - 2018-03-02

Hoje temos a Papa Trilho Júnior Sofia Prazeres de parabéns!