GALA PAPA TRILHOS 2017 - 10º ANIVERSÁRIO - 01 de Dezembro. .

Papa Trilhos® - Fernão Ferro/Seixal

Os Papa Trilhos surgiram a partir de um grupo de amigos que têm em comum o gosto pelo BTT e cujo o lema é "Pedalar com a Natureza".

Aos domingos de manhã alguns elementos da equipa e outros amigos juntam-se para ir pedalar. Por isso se também quiseres ir pedalar, aparece no Parque das Lagoas de Fernão Ferro/Seixal (largo das festas populares - GPS 38,557800º -9,091630º), aos domingos, 08.00h (horário de verão). Vê a mensagem de
"Ponto de Encontro" publicada todas as semanas onde são agendadas as voltinhas e passeios dessa semana. Uso obrigatório de capacete.
Contactos: papatrilhosbtt@papatrilhos.com

Nota: os participantes em voltinhas ou eventos Papa Trilhos aceitam a cedência dos direitos de imagem nas fotos tiradas para publicação no site.

Calendário Papa Trilhos

Iniciativas Papa Trilhos

- eventos e passeios - consultar calendário.
- renovação do seguro da FPCUB 2017 - consulta.
- Ecopista do Dão, 16 e 17 Setembro - informações. CANCELADO


terça-feira, 4 de novembro de 2014

Volta dos 3 Castelos - 2014-11-01 - 110Km

Reportagem por Tiago

Já alinhavada há algumas semanas, chegou então o dia, antes que viesse o mau tempo, da voltinha dos três castelos. Com desculpas de todo o género: estou a trabalhar, tenho que dispensar tempo para a família, parti uma perna, vai nascer o meu filho, etc. - como se alguma delas fosse na realidade uma boa justificação… - juntamos quatro corajosos e lá fomos.

Partimos assim em direção ao primeiro ponto de passagem, castelo de Palmela, 20km para aquecer as pernas. Depois da primeira foto de grupo descemos a romana e subimos a branquinha, e depois desta já ninguém estava com frio.

Seguimos em direção ao segundo “castelo”, o Forte de São Luis, deixando o Posto de Vigia para a próxima (a desculpa foi que com nevoeiro não tinha piada ir lá a cima :p)

Descemos então até ao forte e voltámos a subir pelo mesmo sítio. Depois por ali andámos nas calmas s subir e descer, à exceção do Borda d’Agua, que como tem medo de gastar pastilhas não trava nas descidas, e numa delas lá andou a limpar o chão! Sim eu não sou o único a cair!

Nos 20km depois do castelo de Palmela acumulamos os primeiros 1000m, o que já pedia pelo prometido almoço. Depois de uma paragem na comenda, para abastecer, seguimos para o parque de campismo dos Picheleiros, e as suas famosas subidinhas (Quinta de São Lourenço/Velho das Saias) e a parede de 8% junto ao parque.

A partir daqui já cheirava a bifanas.

Depois da pausa para almoço estava na hora de procurarmos o terceiro castelo, o de Sesimbra. Seguimos em direção às pedreiras, por uns trilhos quase intransitáveis (!), e descemos por outros, em direção à estrada nacional, igualmente agradáveis!...

Sim, aqui no meio desta vegetação toda, que mais parecia arame, havia um trilho! Subimos então para o ultimo castelo, mas este não era de forma alguma o último esforço.

Depois de mais uma foto de grupo lá veio mais uma descidinha para os destravados voarem até lá a baixo. O single junto ao castelo que vai dar à GNR. Lá em baixo todos à minha espera, com sorrisos de orelha a orelha pelo trilho digna de uma prova de Down Hill.

Do porto de Sesimbra avistava-se assim a ultima escalada. Os 2.4Km de estradão até à pedreira do Galo (Azóia), com 9% de inclinação média, tendo os primeiros 100m 30% para animar o pessoal.

Já no topo apontámos para a ultima passagem desta volta, a convento do cabo Espichel.

Aqui já preocupados com as horas, e depois da última foto de grupo, seguimos por estrada - para esticar as pernas - com passagem pela aldeia do Meco, até à entrada para a herdade da Apostiça (N377). Aqui entrámos no estradão que nos leva até à rotunda do Marco do Grilo.

Terminávamos assim a nossa voltinha, com um total de 8:18 de movimento, uma distância de 110Km com um total acumulado de 2,195m.

Os valentes: Tiago, Ni, Pena e António Borda d’Água.

Sem comentários:

Enviar um comentário