GALA PAPA TRILHOS 2017 - 10º ANIVERSÁRIO - 01 de Dezembro. .

Papa Trilhos® - Fernão Ferro/Seixal

Os Papa Trilhos surgiram a partir de um grupo de amigos que têm em comum o gosto pelo BTT e cujo o lema é "Pedalar com a Natureza".

Aos domingos de manhã alguns elementos da equipa e outros amigos juntam-se para ir pedalar. Por isso se também quiseres ir pedalar, aparece no Parque das Lagoas de Fernão Ferro/Seixal (largo das festas populares - GPS 38,557800º -9,091630º), aos domingos, 08.30h (horário de inverno). Vê a mensagem de
"Ponto de Encontro" publicada todas as semanas onde são agendadas as voltinhas e passeios dessa semana. Uso obrigatório de capacete.
Contactos: papatrilhosbtt@papatrilhos.com

Nota: os participantes em voltinhas ou eventos Papa Trilhos aceitam a cedência dos direitos de imagem nas fotos tiradas para publicação no site.

Calendário Papa Trilhos

Iniciativas Papa Trilhos

- eventos e passeios - consultar calendário.
- Tróia/Sagres, 16 Dezembro - informações.
- Gala Papa Trilhos 2017, 01 Dezembro - inscrições.


sexta-feira, 2 de julho de 2010

Santiago de Compostela - 2010-06-11 a 13

Reportagem de Rikybike San

Mais uma tirada, mais um objectivo cumprido.

3 dias…Porto – Santiago Compostela, com os BTTORANGE

Dia viagem – Casal Marco > Porto (autocarro)
Na hora da minha saída de casa, a 1ª grande surpresa, os meus amigos Papa Trilhos passaram à minha porta, para me desejarem boa viagem - “valeu”!

Já no ponto de partida, depois das bikes arrumadinhas e malas postas, dá inicio a peregrinação. O espírito estava presente e o ambiente não poderia ser melhor.

Para bom inicio, almoçamos no Rui dos Leitões em Coimbra, espectacular! Chegamos à Pousada da Juventude no Porto, por voltas das 17h30m. Arrumamos a bagagem e fomos até à ribeira, para desentorpecimento das pernas, e aproveitamos para jantar.

1º Dia – Porto > Ponte de Lima 96 km / 5h58

O dia, de mais uma grande aventura, amanheceu muito cinzento, mas não choveu. Eram 8h30 quando saímos em direcção à Sé, para a verdadeira partida e 1º carimbo. Mas aos 4 km, eis que consegui partir um pedal, para desanimar, mas como a vontade era tanta, não havia imprevisto que fizesse desanimar. Ali mesmo comprei uns pedais de plataforma para desenrascar e lá fomos, eu com um pedal de cada nação (como diz o ditado o que começa mal acaba bem), em direcção a Ponte Lima, passando por Rates, Barcelos e outras aldeolas, sabendo que este dia era feito com grande extensões de alcatrão. Já em ponte Lima, o 1º jantar - um espaguete caseiro, bife com cogumelos e o belo vinho, também ele caseiro, um espectáculo, para repor níveis. Como sempre, as noites com tantos amigos peregrinos, temos que partilhar tudo, até o ressonar e alguns são uns verdadeiros "vuvuzelas".

2º Dia – Ponte de Lima > Pontevedra 96Km / 7h12

Pequeno-almoço cedinho, servido individual, em saco, a fazer lembrar Fátima, tudo pronto e afinado Lá partimos para o nosso destino. Logo à saída de Ponte Lima passamos por single tracks verdejantes, lindas paisagens rumo à grande subida da Labruja. Aqui sempre com a menina ao colo, até ao cume, passado este track, foi só descer e subir (encheu-me as medidas). Em Rubiães tivemos direito a bailarico, houve quem fizesse um pezinho de dança com a menina do grupo, a grande Beta. Chegada a Valença, pelas 12h45 tivemos uma refeição, sentadinhos para repousar um pouco. Depois foi arregaçar as mangas porque a média era baixa e fazia-se tarde, para os últimos km estavam à nossa espera umas boas centenas de metros sempre a subir até sensivelmente 3 km de Pontevedra. Aqui com a meta à vista foi sempre a descer. Banho tomado e fomos em busca da palha, logo nos indicaram um rodízio, não nos faltou boa comida, ficou aprovado para uma próxima (não é minha gente!!).  Eram 2 da manhã e ainda andavam 3 peregrinos à aguinha com gás. No geral foi a etapa mais dura mas também a mais bonita.

3º Dia Pontevedra > Santiago de Compostela 67 km / 4H40

Partimos de Pontevedra eram 9h30 locais, já com o pensamento em Santiago de Compostela. As paisagens continuavam a deslumbrar. Já ninguém pensava outra coisa, senão que o objectivo estava quase cumprido, tal não foram bem passados estes dias. Este ultimo dia fez-se sem grandes complicações. Daqui para a frente os caminhos seguem e cruzam estradas secundárias numa sucessão de paisagens e pisos muito semelhantes. Com a Catedral à vista ainda faltava uma Subidinha. Aí reunimos o Grupo, para uma chegada triunfal, pelo meio de centenas de peregrinos, que nos felicitavam pelo feito.

Depois de terminado, chega a nostalgia “já acabou, que pena…”.

Agradecimento aos amigos Orange, muito obrigado por mais este convívio e camaradagem demonstrada, e é de realçar o excelente momento de forma da Beta única pedalante feminina, que se bateu com 24 matulões.

7 comentários:

  1. Parabéns Rikybike
    Sei bem como descreves o percurso, pois é tal qual a forma como o descreves, só mesmo fazendo é que se tem a dimensão do Caminho.
    O sentimento que temos ao avistar a Catedral ao fundo é tão grande como o de estar na Praça da Catedral, com o "feeling" (isto está ou estava na moda) de chegámos, da grandeza quer em termos de força, de companheirismo, paisagem que o Caminho tem.
    Uma vez mais parabéns.
    Para quando Caminho de Santiago nos Papa Trilhos?

    ResponderEliminar
  2. Excelente reportagem, até fiquei com uma certa vontade de me fazer ao caminho, quem sabe um dia.
    Rikybike é com um enorme orgulho que te felicito por mais este teu objectivo comprido com mérito e acima de tudo boa disposição,são estas aventuras que enchem a alma.

    Parabéns

    ResponderEliminar
  3. Temos que partilhar um Caminho - Cotonetes e Papa Trilhos. Parabens Riki.

    ResponderEliminar
  4. Parabéns Riky pelo objectivo cumprido
    Abraço.

    ResponderEliminar
  5. Parabéns aos Bttorange e ao Riky pelo o objectivo comprido eu sei se não fosses iria
    estar um bichinho a roer no teu subcosçiente ,quem sabe se pró ano não haverá mais papa trilhos nos caminhos de Santiago

    ResponderEliminar
  6. Olá,
    Os meus parabéns ao Riky por esta aventura!
    Saudações.

    ResponderEliminar
  7. Rick, já me tinha apercebido que tinhas o expirito aventureiro e que o sacrificio fazem parte do teu leme de vida.Fui testemunha aquando da nossa ida a Fátima.Fico bastante orgulhoso, por estas e por outras de ter feito parte da vossa equipa na nossa ida ao Santuario de Fátima. Para todos os papa trilhenses saudações bttistas. Voçês estão todos aqui no meu pensamento.Abração
    José Lourenço

    ResponderEliminar