. . GALA PAPA TRILHOS 2018 - 08 DEZ - INSCRIÇÕES ABERTAS. TRAVESSIA 2019 - STA COMBA DÃO/CHAVES.

Papa Trilhos® - Fernão Ferro/Seixal

Os Papa Trilhos surgiram a partir de um grupo de amigos que têm em comum o gosto pelo BTT e cujo o lema é "Pedalar com a Natureza".

Aos domingos de manhã alguns elementos da equipa e outros amigos juntam-se para ir pedalar. Por isso se também quiseres ir pedalar, aparece no Parque das Lagoas de Fernão Ferro/Seixal (largo das festas populares - GPS 38,557800º -9,091630º), aos domingos, 08.30h (horário de inverno). Vê a mensagem de
"Ponto de Encontro" publicada todas as semanas onde são agendadas as voltinhas e passeios dessa semana. Uso obrigatório de capacete.
Contactos: papatrilhosbtt@papatrilhos.com

Nota: os participantes em voltinhas ou eventos Papa Trilhos aceitam a cedência dos direitos de imagem nas fotos tiradas para publicação no site.

Calendário Papa Trilhos

Iniciativas Papa Trilhos

- eventos e passeios - consultar calendário.
- Seguro FPCUB 2018 - informações.
- Sta Comba Dão/Chaves 2019 - informações
- Gala Papa Trilhos 2018 - informações.
- Equipamentos Papa Trilhos - consultar.



sexta-feira, 7 de maio de 2010

Objectivo Alcácer III - 2010-04-24 - 124Km

Reportagem de Mimosa San e Ivo San

ALCACER DO SAL"vamentos"

Apesar de diversos pedalantes terem demonstrado interesse em fazer este passeio e do mesmo ter sido agendado no site, o certo é que uns quantos, não sei se por medo ou por afazeres, desistiram ficando a representação dos honrosos Papa-Trilhos limitada a 4 personagens que se debateram contra tudo para levarem até ao final a sua determinação conjuntamente com um grupo "4" de amigos que vieram da margem norte do rio Tejo sendo um deles de Torres Vedras. Mas vamos ao que interessa que é nem mais nem menos a reportagem.

7h30m, motor a trabalhar, bikes carregadas e, Quinta do Conde á nossa espera. Para espanto só estava-mos 3 pedalantes. Esperá-mos alguns minutos e como não aparecia mais ninguem começamos a utilizar as novas tecnologias, ou seja, o telemovel. Depois de ficar-mos a saber que o Fernando Lapa seguia directo e que mais ninguem iria aparecer, seguimos em direcção a Setubal para encontrar-mos os restantes.

Cumprimentos e afinações de ultima hora efectuados, iniciamos a nossa jornada rumo a Alcacer do Sal, mas por um caminho um pouco diferente daquele que habitualmente se faz, já que circulámos sempre junto ao Rio em direcção ao Faralhão acabando por entrar na estrada nacional 10 já perto das Pontes evitando assim o transito automovel daquela via. Passado o alcatrão entrámos na verdadeira zona do passeio, ou seja, a terra.

Velocidade QB para se poder apreciar a paisagem e os kms iam passando com os respectivos comentarios daqueles que pela primeira vez andavam naquelas paragens absorvendo com avidez todo o esplendor do percurso. Ele foi o passar de vedações, o andar junto há linha ferrea com o comboio a circular a grande vitesse ao nosso lado e, o pular novamente a vedação.

Eis que se dá com a primeira alteração - as silvas deixaram de existir, mas em alternativa existe um suposto caminho onde estavam as nossas amigas... e mais à frente, nova vedação. Esta com arame farpado. À que passar, mas com cuidado, não vá os calcões e algo mais ficarem espetados no arame. Depois de ultrapassado os primeiros obstaculos, surge um contratempo que por grande sorte não causou danos - um belo bocado de arame farpado bloqueou por completo a roda traseira de um amigo, enrolando-se com muita pericia em volta da cassete e respectiva roda. Após o mesmo retirado tivemos o primeiro furo "LAPA".

Entrada no canal efectuada e começou aquilo que se pode chamar de grande aventura, já que foi a partir daqui que apareceram as grandes dificuldades. ERVA BEM ALTA com o caminho a não se ver, buracos feitos por alguem sem sabermos com que intuito a obrigar a circular, nalguns casos, com a byke à mão e noutros sitios, os rastos de uma retro-escavadora de lagartas e das vacas a fazer com que parecesse-mos mais doentes com parkinson do que propriamente pessoas saudaveis. E noutros a erva cortada, mas no trilho fazia com que a tracção das rodas fosse pouca ou nenhuma obrigando a esforços suplementares.

E é nesta zona que se dão os SAL"vamentos". Então não é que um pequeno Javali quis imitar um celebre elemento dos Papa-Trilhos ao estar dentro do canal. Só que desta vez sem agua! Imaginem quem o salvou - o LAPA e fiquem a saber que o dito senhor tem muito jeito para a coisa! Até conseguiu por um Porco a VOAR, tal não é a destreza e habilidade que nem deu para tirar fotos para a posteridade.

Um pouco mais à frente foi a vez de outro SAL"vamento", este registado. Um pequenino Borrego, ainda com o cordão umbilical agarrado, estava dentro de uma caixa de saida da agua do canal. Desta vez, a primasia coube a um dos amigos e o pequeno animal, alem de receber festas, ficou junto à familia que ainda andava por ali a comer o belo pasto.

Chegados a Monte Novo foi o retemperar das forças com umas belas bifanas e, desta vez, até houve sobremesas: arroz doce e pudim.

Descanso feito, à que voltar ao castigo e, novo furo "LAPA". Chama-se a isto "estar na linha da frente". Mas não esteve sozinho pois um outro amigo tambem furou. Enfim... chegados a Alcacer foi metermo-nos ao arduo trabalho de esfolar o rabo da Raia, pois Troia estava à espera e já era tarde. Viemos por alcatrão e foi sempre em alta rotação, mas houve quem começasse a acusar e bem o esforço e tivesse necessidade de ser ajudado. Mas como o nosso lema é ninguem fica para trás, acabamos por finalmente terminar o nosso martirio com um total de 124kms.

Participantes: IVO SAN, GINA SAN, MIMOSA SAN, FERNANDO LAPA, NUNO, EDGAR, JOAQUIM, JOSÉ.

Sem comentários:

Enviar um comentário